Cerimonialista x Mestre de Cerimônias: qual a diferença

O mestre de cerimônias é um cerimonialista, mas nem todo cerimonialista é um mestre de cerimônias. Especialista explica as diferenças.

Foto: Foto: Divulgação

Realizar um evento de sucesso é uma tarefa que envolve vários profissionais competentes. Dois deles são o cerimonialista e o mestre de cerimônias. Os termos podem confundir quem não é da área de eventos, mas ambos exercem funções bem distintas. “O mestre de cerimônias é um cerimonialista, mas nem todo cerimonialista é um mestre de cerimônias”, resume Malu Cavalcanti, instrutora na área de Turismo e Gestão do Senac Ceará, mestre de cerimônias e também cerimonialista.

Como explica Malu, não é adequado que as duas funções sejam exercidas pela mesma pessoa em um evento, pois cada qual tem papeis distintos: organizar o evento como um todo e enfrentar a plateia. “O ato de falar em público, encarar uma grande plateia e falar não é fácil, pois o medo de falar em público é bastante comum, se comparado com outras formas de medo que as pessoas têm. O mestre de cerimônias, além de ter que saber falar em público, com segurança, ainda comanda todos os atos da programação do evento. Já o cerimonialista deve desenvolver diversas habilidades e competências para organizar o evento como um todo. Portanto, em um mesmo evento, não é adequado que uma mesma pessoa desempenhe as duas atividades (Cerimonialista e Mestre de Cerimônias)”, explica a profissional.

Ao longo do evento, o mestre de cerimônias é aquela pessoa que o conduz, apresenta o script elaborado e transmite as informações aos participantes. Por ser o porta-voz do evento, ele deve ter habilidade de falar em público. “Deve ter boa oratória, conhecimento dos protocolos, carisma, formalidade e habilidade de improviso. Geralmente, a sua atuação se dá apenas durante o evento. Caso ele seja jornalista, também pode assumir a função de escrever o script, antes do evento”, explica Malu Cavalcanti.

Legenda: Malu Cavalcanti, instrutora na área de Turismo e Gestão do Senac Ceará
Foto: Foto: Divulgação

Cerimonialista 

Por trás da organização do evento está o trabalho do cerimonialista. O profissional pode atuar na consultoria como um todo como também com as demandas relacionadas às formalidades do evento. “As responsabilidades do cerimonialista junto ao cliente são: planejar o evento, elaborar a programação, confeccionar o texto a ser apresentado no cerimonial pelo mestre de cerimônias, realizar o protocolo e identificar a ordem de precedência e tratamentos, de acordo com as normas de Protocolo e Cerimonial (ordem de precedência, ordem de composição de mesa, ordem de chamada para pronunciamento etc.), além de coordenar as equipes contratadas, realizar a montagem, realização e o pós-evento com os relatórios de fechamento”, elenca Malu Cavalcanti.

Diferencial

Ambos os profissionais realizam atividades de extrema responsabilidade, um nos bastidores, outro, no front do evento. No caso do cerimonialista, quanto mais cuidadoso com os detalhes, mais destacado será no mercado. “O cerimonialista é um profissional de extrema responsabilidade, visto que trata de todos os detalhes do evento, garantindo que tudo saia conforme o planejado. Organizar eventos, contratar serviços para eventos, assessorar o cliente e administrar as finanças dos eventos são as atribuições dele”, afirma Malu Cavalcanti.

Por ser a voz do evento e precisar conduzir a plateia, o mestre de cerimônias que demostrar mais desenvoltura diante do público terá muito mais convites de trabalho. “Ele deve ser equilibrado para apresentações ao microfone no palco, para os momentos da programação do evento com as autoridades e oradores”, completa a instrutora.


Assuntos Relacionados