Faixas com mensagens que orientam moradores a ficarem em casa são colocadas na Comunidade Titanzinho

A mensagem faz parte de uma ação da Associação Titanzinho para alertar sobre a importância do isolamento social durante a pandemia do novo coronavírus. Cinco faixas foram colocadas neste final de semana em diferentes áreas do bairro

Legenda: Mensagem foi colocada em faixa na comunidade
Foto: Foto: Natinho Rodrigues

Integrantes da Associação Titanzinho colocaram, bem no acesso à praia do Titanzinho, no bairro Cais do Porto, em Fortaleza, faixa com uma orientação: "Ei, a praia e as ondas não vão sair daqui. Volta pra casa, por favor!". A mensagem faz parte de uma ação para alertar sobre a importância do isolamento social durante a pandemia do novo coronavírus. Cinco faixas foram colocadas neste final de semana em diferentes áreas do bairro. Nos próximos dias, mais dois pontos devem ser contemplados.

 

"Estamos desempenhando nossa função durante essa luta pela vida dos moradores e para quem passa por lá. É um sentimento de responsabilidade coletiva", ressalta Luana Castelo, colaboradora da Associação de Moradores do Titanzinho. De acordo com ela, ainda há muitas pessoas desobedecendo o decreto de isolamento social, prorrogado até o dia 31 de maio.

"Ainda tem muita gente de fora que vem até aqui para surfar. Ainda tem muita movimentação, pessoas utilizando a máscara no queixo", aponta

De acordo com último boletim da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), no dia 22, o bairro Cais do Porto, que contempla as comunidades Serviluz, Titanzinho e Farol, teve 85 registros de Covid-19 e 33 óbitos.

Mortes por Covid-19 em Fortaleza

A Associação Titanzinho realiza campanhas desde o início da propagação do coronavírus no Ceará, em março, com doações de alimentos e máscaras. "A gente tem um grupo para trabalhar só na questão da Covid-19 com outros parceiros da associação. Começamos a planejar algumas ações. Em contato com moradores das favelas do Rio de Janeiro, conversamos sobre as ações. As faixas tiveram um impacto positivo no Complexo do Alemão", conta Luana.

Com a ideia do projeto, os colaboradores da associação junto com as organizações Comissão Titan, Quilo do Amor e Instituto Três Mares arrecadaram doações de tecido e em dinheiro para a produção das faixas. O responsável pela arte foi um artista do bairro, Wryel Mad. "Usar a máscara é a vacina que temos agora", " Não tenha vergonha de ter adoecido, é preciso informar as pessoas que convivem com você" e "Lugar de máscara não é  nos olhos, nem no queixo, muito menos no bolso!" foram algumas das mensagens de conscientização escolhidas para estampar as faixas.

"Sabemos que é muito difícil para a comunidade. Eles estão acostumados a ter essa convivência. Tem muito a rotina de comer na casa do outro, é a realidade dessas pessoas", comenta Luana. O morador do Titanzinho, no Cais do Porto, e membro da Comissão Titan, Dudé, ressalta a importância da ação. "As pessoas não estavam tendo conhecimento, não queriam acreditar. A informação só de boca a boca não estava dando certo. É um problema sério! Achamos um meio de mostrar para essa comunidade se conscientizar, divulgar nas comunidades, em cantos estratégicos do bairro", destaca.

Ações

A Associação de Moradores do Titanzinho está atuando fortemente na luta contra o coronavírus desde o início da pandemia. A primeira ação do projeto foi arrecadação de alimentos. Mais de 300 cestas foram doadas para a comunidade. Além disso, a organização também distribuiu máscaras para a população do bairro.