Rússia planeja assumir o “controle total” de regiões sul e leste da Ucrânia

General russo declarou que uma segunda fase da guerra entre os países começou nesta semana

Guerra Rússia e Ucrânia
Legenda: Soldado ucraniano ao lado de tanque de guerra russo destruído, em março de 2022
Foto: Fadel Senna / AFP

Um alto comandante militar da Rússia afirmou que o país pretende controlar totalmente o sul da Ucrânia. A declaração foi feita nessa sexta-feira (22), embora não tenha ficado claro se o anúncio representa uma mudança da política oficial do Kremlin para a guerra.

O general Rustam Minnekayev disse que uma segunda fase da guerra começou esta semana. "Um dos objetivos dessa fase é assumir o controle total do Donbas e do sul da Ucrânia", disse. Ele afirmou ainda que isso permitiria à Rússia controlar os portos ucranianos do Mar Negro.

De acordo com o general, a Rússia estava tentando ganhar o controle de uma faixa de território que se estende até a Moldávia, o que permitiria que Moscou "influencie elementos críticos da economia ucraniana" e ganhe "mais um ponto de acesso" ao enclave da Transnístria, um território separatista pró-Rússia no leste da Moldávia.

Dúvidas

Essas são metas muito mais ambiciosas do que as estabelecidas pelo presidente, Vladimir Putin, nas últimas semanas, que se concentraram em ganhar o controle da região de Donbas, no leste da Ucrânia.

Também não parecem ser realistas, pelo menos por enquanto, já que os observadores militares questionam se a Rússia tem tropas e equipamentos suficientes para vencer em Donbas e no sul da Ucrânia, que abriga Odessa, uma cidade fortificada com 1 milhão de habitantes.

"Quero lembrá-los de que muitos planos do Kremlin foram destruídos por nosso Exército", escreveu Andri Yermak, chefe de gabinete do presidente da Ucrânia, nas redes sociais, em resposta aos comentários de Minnekayev. Quando questionado sobre a fala do general, Dimitri Peskov, porta-voz do Kremlin, se recusou a comentar.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo