Fortaleza em posição de destaque até o fim

O Tricolor já enfrentou todos os grandes times da Série A. Então, há motivos para acreditar numa sequência positiva

fortaleza
Foto: Kid Júnior

Há alguns anos, pareceria miragem ver um time cearense no G-4 da Série A. Hoje, a realidade mostra o Fortaleza na terceira colocação, na frente de Flamengo, Corinthians, Internacional, Fluminense, São Paulo, Santos e Grêmio. Há ainda quem duvide do êxito, considerando que a qualquer momento tudo voltará a ser como antes. Os descrentes e desconfiados pensam assim. Faço parte do rol dos otimistas. Não os otimistas embalados pela euforia do momento. Meu otimismo tem base na campanha do Fortaleza e nas campanhas dos demais competidores. O Fortaleza já enfrentou todos os grandes times da Série A. Então, há motivos para acreditar numa sequência positiva. A queda e retomada de produção faz parte de todas as equipes. Período de jejum acontece também com todos. As dificuldades são igualmente distribuídas. É possível que o Leão venha a perder sua posição no G-4. Será normal. A disputa pelas quatro primeiras vagas é acirrada. Síntese da minha interpretação: não estou afirmando que o Fortaleza será campeão ou que terminará no G-4. Estou afirmando que tem potencial para seguir em posições de destaque até o fim da competição.  

Reviravoltas 

Sei que no futebol há muitos casos de times que, de repente, desoneram e  desabam em queda livre. Assim também há os que, de repente, pegam uma camada ascendente e sobem às alturas. Exemplo de reação positiva no presente campeonato está na subida de posição do Cuiabá. Acontece.  

Milagres 

Há também no futebol alguns feitos inacreditáveis que alguns denominam de sorte, outros denominam de milagre e outros denominam de competência. Prefiro fazer uma espécie de junção entre sorte e competência. Milagre é para coisas divinas que estão fora do âmbito das disputas futebolísticas. 

Fato concreto 

Em 2018, na 9ª rodada da Série A, o Ceará estava na lanterna, com apenas três pontos. Contratou Lisca. Começou uma reação. Ganhou do Flamengo no Maracanã (0 x 1), gol de Leandro Carvalho, num domingo às 11 horas, diante de 63 mil flamenguistas. Ganhou confiança. Escapou do rebaixamento (15º, 44 pontos). Muitos acharam isso um milagre. Foi competência do Lisca. 

Desempenho 

O Ceará, nas mãos de Tiago Nunes, cresceu muito de produção na vitória (1 x 0) sobre a Chapecoense. Animou. Mas, se não corrigir os erros de finalização, de nada adiantará tal progresso. Perder gol todo time perde, mas perder gols com o Ceará perde é algo que terá de ser neutralizado mediante treinamento específico.