A mão alvinegra que afaga é a mesma que apedreja

Se o Ceará empata, a culpa é do Clebão. Se perde, a culpa é do Clebão

Legenda: Com contrato até 2024, Clebão já participou de diversos momentos de conquistas no Alvinegro
Foto: Kid Júnior / SVM

Os injustos escolheram um jogador sobre o qual resolveram despejar todas as culpas: Clebão. Os injustos e ingratos. Mais uma vez, sem procuração, assumo o papel de defensor do atleta. Assumo porque não tolero as hipócritas atitudes de torcedores que massacram o atacante alvinegro. Estão colocando sobre os ombros dele todas as mazelas agora vividas pelo Vozão. Isso é um linchamento público.

Se o Ceará empata, a culpa é do Clebão. Se perde, a culpa é do Clebão. Se Lima desperdiça uma chance, a culpa é do Clebão. Se o goleiro João falha, a culpa é do Clebão. No momento, não há limites. Ninguém respeita o jovem jogador. Pior é a incoerência.

Pegam pesado contra o Clebão porque veio do interior, mas pegam suave contra gente que veio de outros estados. Ostensiva discriminação. Só espero que o técnico Dorival Júnior não vá na onda dos fanáticos que, numa fração de segundos, elevam ao céu e baixam ao inferno. Se Clebão não serve mais ao Ceará, que se tenha a ombridade de dispensá-lo com o devido respeito. Que seja tratado com a dignidade dos homens de bem, não com a molecagem de gente cruel, sem escrúpulos e desumana.  


 
Hipócritas 
 
Vejo nos estádios a luta contra o racismo. Todos exigem respeito ao ser humano. Valorização do homem. Correta atitude. Entretanto, sem misericórdia, humilham publicamente um atleta, a ponto de tirarem dele qualquer condição de trabalho porque vítima de um assédio coletivo, que lhe tira todas as condições emocionais para o exercício de seu trabalho. 
 
Escárnio 
 
Cada torcedor coloque a mão na consciência e veja se é justo o que boa parte da torcida está fazendo com o Clebão. No lugar do apoio que o jovem atleta precisa para superar algumas limitações, os insensatos usam a galhofa, a zombaria e a canalhice contra quem não merece tais escárnios. Provocadores impiedosos que pouco estão ligando para os sentimentos do atleta. 
 
Comparação 
 
Clebão fez golaços e gols importantes na Copa do Nordeste, onde foi destaque na conquista de 2020, e também na Série A nacional. Gols contra grandes equipes. Dos contratados recentes, que vieram por alto custo, quem está jogando melhor que Clebão? Dentinho, Matheus Peixoto, Zé Roberto? Por que, então, não pegam pelo pé esses atletas como pegam o Clebão? 
 
Conclusão 
 
Se houvesse algum centroavante ou camisa nove arrebentando em Porangabuçu, ainda assim não era para o Clebão ser desrespeitado como está sendo agora. Era para ser alvo de tratamento especial, visando à retomada dos bons momentos que já viveu. Se assim não for, repito a sugestão que dei em comentário anterior: mandem buscar o Kylian Mbappé Lottin...