Novo complexo comercial em Maracanaú deve gerar 65 mil empregos

O MegaShop Moda Nordeste já teve 25% das lojas e boxes comercializados

Legenda: As obras para conclusão do empreendimento estão em 65%
Foto: Reprodução

Um novo complexo comercial em Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza, pretende gerar até 65 mil novos empregos, sendo 15 mil vagas diretas e outras 50 mil indiretas.

MegaShop Moda Nordeste tem lançamento previsto para o próximo sábado (23) e pretende atrair investimentos e movimentar o mercado têxtil do todo o Nordeste. 

De acordo com Cláudio Mesquita, presidente do MegaShop, a escolha da localização se deu pela acessibilidade para quem vem de outros estados (perto do Quarto Anel Viário) e pela quantidade de oficinas de costura e indústrias de tecido em Maracanaú.

"A cidade de Maracanaú é uma grande detentora de oficinas de costura. Tivemos o cuidado de fazer esse levantamento e observamos que a moda faz parte da renda do maracanauense. Além disso, a cidade concentra oito das 20 maiores indústrias têxteis do Brasil", detalha Mesquita.

O presidente do MegaShop pontua que o empreendimento está em contato com representantes dessas indústrias para poderem vender tecido a um preço subsidiado para os permissionários do MegaShop, ampliando a lucratividade dos negócios de moda.

O empreendimento é composto por 2.088 lojas e 8.300 boxes e tem 77 mil metros quadrados (m²) de área locável. As vendas já começaram e cerca de 25% já foi comercializado. Os valores vão de R$ 15 mil (box) a R$ 135 mil (megaloja).

As obras estão 65% concluídas, e a entrega do MegaShop será feita em duas etapas: a primeira até julho de 2022 e a segunda em dezembro do próximo ano.

Quando o complexo estiver todo implantado, o valor circulante de recursos será em torno de R$ 2 bilhões.

O empreendimento de moda tem foco no atacado, mas também contará com operações de varejo.

Estrutura

O MegaShop terá academia, salão de beleza, estúdio fotográfico, coworking e rede bancária. A ideia é concentrar sistemas que unem serviços e comércio num mesmo espaço, oferecendo ainda a possibilidade de hospedagem no complexo, com hotel 3 estrelas com capacidade para 648 hóspedes.

O complexo industrial oferecerá creche aos funcionários, com capacidade para receber 700 crianças. O equipamento será administrado pela prefeitura de Maracanaú.

A estrutura oferece 2.029 vagas de estacionamento e outras 300 vagas para ônibus com alojamento para motoristas e guias.

O empreendimento também terá usina própria com produção de 5 Megawatts de energia, com capacidade acima do consumo do complexo. O restante será dado como crédito à companhia de energia elétrica Enel.

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios