Idoso que teve barraca incendiada recebe doações e busca ajuda para montar nova moradia

Enquanto a nova residência fica pronta, Jesus Maciel, 71, está provisoriamente em uma calçada nas proximidades

Um homem idoso de chapéu vermelho está sentado em uma calçada. Ao fundo, doações enviadas por voluntários. Entre os materiais estão garrafas de água e sacolas com roupa.
Legenda: Enquanto a nova moradia não fica pronta, Jesus Maciel, 71, está provisoriamente em uma calçada próximo do local onde residia.
Foto: Kilvia Muniz

O idoso Jesus Maciel, 71, recebe doações de eletrodomésticos e material pessoal após ter a barraca em que vivia há dois anos, no bairro Cidade dos Funcionários, em Fortaleza, incendiada no último domingo (2). Querido pela vizinhança onde está há 16 anos, Seu Jesus já recebeu três fogões, dois colchões e ajuda financeira no valor de R$ 150. Ele busca, agora, apoio para reerguer nova moradia, na mesma rua. 

No momento do ocorrido, ele, que  dividia o espaço com cinco cachorros, só conseguiu salvar a si e os animais. A mobília e a estrutura da casa, feita de lona e de madeira, foram consumidas pelo fogo. “Perdi tudo o que estava naquela barraca. Eu não tenho mais forças para montar outra, sozinho eu não consigo”, confessa Jesus.

Enquanto o novo espaço não fica pronto, ele conta estar ‘se ajeitando’ em uma calçada, de frente ao local onde vivia anteriormente. “Não digo nem por mim, mas pelos meus cachorros. É muita judiação deixar eles no ‘sol quente’”, diz o idoso. 

É na calçada que Seu Jesus recebe o fluxo de doações. “As pessoas estão vindo aqui deixar desde as 4h da manhã do dia do incêndio. Foi o melhor dia que eu tive para receber doação, recebi muita”, explica Jesus. 

Entre os materiais levados para o idoso estão, ainda, redes, galão de água, ração para os cachorros e roupas novas, peças que mais agradam Jesus. “Para mim, as roupas foram as coisas que eu mais senti falta. Perdi tudo o que eu tinha de roupa no incêndio”, confessa. Ele também recebeu a notícia de que o filho deve visitá-lo. O idoso, que não tem celular, recebeu o recado por outra pessoa.

Na imagem, idoso recebe mala com doação de roupa
Legenda: De acordo com Jesus, doações começaram às 4h da manhã do domingo
Foto: Kilvia Muniz

Receio

A barraca improvisada, residência do idoso desde 2018, foi incendiada na madrugada do último domingo. Seu Jesus afirma ter ouvido um barulho durante a noite do sábado. Ao se levantar, viu uma pessoa correndo pela parte de trás da lona da barraca, mas não sabe como o fogo começou.

O Corpo de Bombeiros não foi acionado para a ocorrência. O incêndio deixou o idoso preocupado. “Faz três dias que eu não durmo direito. Eu fico alerta. Se eu tivesse dormido naquele dia o fogo tinha me pegado e pegado os cachorros”, conta. 

Cleidiane Fragoso, esteticista, conhece Seu Jesus há dez anos e conta estar revoltada com o ocorrido. “Quando meu amigo postou um vídeo mais cedo, eu fiquei muito triste. Porque é uma pessoa por quem eu sempre passo aqui, faz parte do meu percurso. Eu fiz questão de vir na mesma hora, deixar roupas e um dinheiro para ele. Realmente é muito triste que um ser humano seja capaz de fazer isso com outro. Ele não é uma má pessoa, por isso tem a ajuda de tantos. Tenho certeza de que, até a noite, vão vir muitas pessoas aqui ainda para continuar ajudando”, afirmou.

Em dezembro de 2018, o Diário do Nordeste entrevistou o idoso, que contou sobre o cotidiano na moradia. Ele convive constantemente sob a ameaça de ladrões e outros sem teto, ou mesmo de animais como ratos e mosquitos que saem do matagal ao lado. 

"Não sei quando vou sair daqui, quem sabe é Deus. Na última vez que eu fui atrás dessas casas do Governo, entraram aqui e levaram roupa, calçado, meu radim e minhas redes. Tive foi prejuízo, não quero mais saber disso não", contou à época. 

Você tem interesse em receber mais conteúdo do Dias Melhores?