Os holofotes da mídia nacional no Fortaleza

Já disse que é gostoso ver o Fortaleza jogar. Um refinado toque de bola que envolve e encanta

Fortaleza x São Paulo
Legenda: O Fortaleza conseguiu a 7ª vitória na Série A do Brasileiro de 2021
Foto: Leonardo Moreira / Fortaleza

Vi cronista do Sul/Sudeste babando diante de um Fortaleza altivo, pleno de confiança e personalidade na vitória (0 x 1) sobre o São Paulo no Morumbi. Um time nordestino que sabe o que quer e como fazer. O segundo tempo do Leão foi mais que perfeito. Poderia até ter vencido com mais tranquilidade, pois chances teve como a que Igor Torres mandou a bola na trave. Importante não foi apenas a vitória, mas a forma solene como foi construída. O Leão tomou conta do Morumbi. Apoderou-se de uma forma tal que, se ali chegasse um desavisado, certamente pensaria que o São Paulo era o Fortaleza. É que todos se acostumaram a ver os nordestinos correndo atrás da bola. Ora, quem correu atrás da bola foi o São Paulo. Já disse que é gostoso ver o Fortaleza jogar. Um refinado toque de bola que envolve e encanta. E assim ganhou do Atlético-MG, Internacional, Corinthians e São Paulo. Cabe frisar que a vitória sobre o Atlético foi no Mineirão e que a vitória sobre o São Paulo foi no Morumbi. Mesmo quando perdeu para Flamengo e Atlético-PR, nos dois apagões, o Leão ainda reagiu na fase final e quase chegou ao empate nesses dois jogos. A diferença é que o Fortaleza joga com autoridade, não importa o campo nem o adversário. 

Perguntas 

Há gente atônita perguntando lá fora: quem é este Fortaleza? Quem é este Vojvoda? Realmente, é mesmo surpreendente o que faz no momento o Tricolor de Aço. E já há quem esteja perguntando: o melhor é o Fortaleza de Vojvoda ou o Fortaleza de Rogério Ceni? Resposta simples: cada um a seu tempo. Houve uma época em que o Leão nas mãos de Ceni também jogava bonito. E ganhava. 

Ambulância 

O massagista do São Paulo, Marcelo Silva, sofreu mal súbito, caiu, correndo risco de morte. A ambulância teve de ser empurrada várias vezes pelos funcionários, para conseguir ligar o motor. Situação assim poderia ter resultado na morte do rapaz. Um absurdo. Se fosse no Castelão, iam dizer que era Nordeste. Aconteceu em São Paulo. Um absurdo. Acreditem.   

Ceará supera dificuldades 

A vitória (1 x 0) do Ceará sobre o Athletico-PR, nos instantes finais, ganhou maior significação porque Guto Ferreira teve de superar a ausência de Gabriel Dias, Mendoza e Jael, punidos pelo STJD, além de Jorginho que pertence ao Athletico. Foi difícil. Clebão obrigou o goleiro Beto a operar duas notáveis defesas. Mas o gol da vitória veio com Wendson, quando tudo indicava que seria empate.  

Comemoração 

Pelas circunstâncias, a vitória alvinegra teve mesmo de ser mais comemorada. O time vinha de uma frustração em Cuiabá, quando cedeu o empate no último minuto. Guto vai ter uma semana para ajustar o Ceará sem os jogadores punidos. Domingo próximo vai encarar o Sport na Ilha. Há muitas dúvidas no time de Porangabuçu.    



Assuntos Relacionados