Nem a mandinga baiana explica

O Ceará joga em Salvador como se estivesse no aconchego do seu lar

Guto
Foto: Kid Jr

Os baianos devem estar invocados. Certamente terão de buscar no além explicações para a interminável sequência de vitórias do Vozão, dentro e fora de Salvador. Só no Estádio Pituaçu foram três triunfos consecutivos do alvinegro cearense. 

O Ceará joga em Salvador como se estivesse no aconchego do seu lar, em Porangabuçu. Não se altera, não se afoba. Deixa correr que a vitória vem. Mandinga. Feitiço.

Não acredito nessas coisas. Mas tem hora que dá para pensar. No penúltimo minuto, o Bahia mandou a bola na trave do Ceará: o goleiro Richard falhou e por pouco não colocou a bola dentro de seu próprio gol. Logo depois, Jael, numa cobrança de falta, fez o gol da vitória alvinegra. 

Os baianos se entreolharam sem acreditar no que viam. Parecia uma força metafísica trabalhando pelo Vovô. Tudo dando certo para um lado só.  A rigor, o jogo foi muito igual. Luís Otávio, do Bahia, apelou para a violência. Foi expulso. Charles, não sei por que carga d’água, resolveu imitar Luís Otávio: aí também foi para o olho da rua. Resultado justo teria sido um empate. Mas o futebol jamais se incomodou com injustiças no placar. E o Vozão, que nada tinha a ver com injustiças, arrumou as malas e mandou-se para La Paz. 

Falta de juízo 

Senhor Charles, o senhor não tinha visto o que aconteceu com Luís Otávio, do Bahia, após a criminosa entrada no atacante Lima? Onde ficou sua cabecinha? Se violência gera violência, cartão vermelho gera cartão vermelho. Pelo seu futebol, que vem melhorando, ia mandar estender um tapete vermelho para a sua passagem. Você optou pelo cartão. Que falta de juízo. 

Emocionante 

Jael, hoje no Ceará, chorou ao vivo, quando entrevistado após a vitória do Vozão. Ao contrário do que muitos poderiam pensar, suas lágrimas não foram de emoção pelo gol da vitória que ele marcou, mas pelo fato de relembrar as glórias por ele vividas no Bahia. Gratidão expressa com muita lealdade. Fiquei emocionado com a cena. Achei muito bonita a atitude do Jael.  

Pré-temporada 

Diante da situação ora vivida pelo Fortaleza, correto é o Leão fazer do Campeonato Cearense uma espécie de pré-temporada para a Série A que se aproxima. A propósito, o técnico do Palmeiras, Abel Ferreira, e a diretoria do Verdão resolveram exatamente isso: fazer do Paulistão uma pré-temporada para o Palmeiras. Faz sentido. 

Treinador 

Estou a ver quantos telefonemas o presidente do Fortaleza, Marcelo Paz, já recebeu a cada minuto, todos com a mesma pergunta: já fechou com o novo treinador? Haja paciência. É natural a curiosidade. Eu também telefonei. É missão. Marcelo disse que ainda não fechou nada. Mas fiquem atentos: contratação, não raro, acontece até de madrugada. 



Assuntos Relacionados