Cochabamba conhecerá o líder Ceará

Cochabamba, bela cidade no centro da Bolívia, tem também numa colina uma imagem do Cristo Redentor, semelhante à do Rio de Janeiro, e fica a 2.558m acima do nível do mar

Mendonza
Legenda: No jogo do Castelão, Ceará suportou a pressão no segundo tempo e conseguiu o resultado positivo
Foto: Thiago Gadelha

A rodada de hoje definirá a situação de dois times brasileiros na Copa Sul-Americana. No Grupo D, na Arena da Baixada, o Athletico-PR, que é líder com 12 pontos, enfrenta o Aucas, do Equador. Em casa, os paranaenses têm tudo para confirmar a vaga. No Grupo C, o Ceará, que é líder com 9 pontos, enfrenta o Jorge Wilstermann. O desafio alvinegro é mais complicado pela questão da altitude, já tantas vezes analisada. Cochabamba, bela cidade no centro da Bolívia, tem também numa colina uma imagem do Cristo Redentor, semelhante à do Rio de Janeiro. Essa cidade, que fica a 2.558m acima do nível do mar, conhecerá hoje o potencial do Ceará Sporting Club. Fora a desfavorável situação do ar rarefeito, que pode complicar a vida alvinegra, o Ceará tem qualidade bem superior à do anfitrião. Desta vez, diferente do que aconteceu em La Paz, o Vozão vai com seu time principal. A responsabilidade do Ceará aumentou, após o empate com o Arsenal da Argentina no Castelão. O Arsenal entrou de vez na briga pela vaga. Joga em casa diante do Bolívar que tem chances remotas. Assim, para não depender de ninguém, o Ceará terá de buscar a vitória. É uma decisão fora dos padrões normais. 

Eliminação precoce 

O Corinthians cedo foi eliminado da Copa Sul-Americana. Uma surpresa negativa para o futebol brasileiro. Num grupo com o Sport Huancayo do Peru, River Plate do Paraguai e Peñarol do Uruguai, o Timão fez feio. Em casa, no Itaquerão, perdeu (0 x 2) para o Peñarol. Na estreia tinha empatado (0 x 0) com o River do Paraguai. Pífia campanha. 

Outro despachado 

O Atlético de Goiás também deu adeus à Copa Sul-Americana. Ainda manteve esperanças até a última rodada do Grupo F. Conseguiu belo feito ao ganhar do Libertad em pleno Estádio Defensores de Chaco, em Assunção, mas depois seguidos insucessos o tiraram de tempo. O Libertad ficou com a vaga. 

Bonito 

Quem brilhou foi o Bragantino no Grupo G. Fez 12 pontos. Deixou para trás o Emelec do Equador, Talleres da Argentina e Tolima da Colômbia. Que o Ceará siga o mesmo caminho. Se o Ceará também chegar aos 12 pontos, não mais poderá ser alcançado pelos concorrentes. 

Experiência 

No Grupo H, quem deu as cartas foi o Grêmio. Experiente em competições internacionais, o time gaúcho não teve dificuldades diante dos concorrentes Lanús da Argentina, La Equidad  da Colômbia e Aragua da Venezuela. O Grêmio, classificado por antecipação, joga hoje contra o La Equidad apenas para cumprir tabela.  

 

 

 

   



Assuntos Relacionados