A lucidez na meia-cancha alvinegra tem nome

Meia Jorginho vem se destacando nos últimos jogos nos quais foi escalado e se torna uma boa opção para o técnico Guto Ferreira

Guto
Legenda: Elenco do Ceará festejou a vitória sobre o Grêmio com o técnico Guto Ferreira
Foto: Felipe Santos / Ceará SC

Nas mais recentes atuações, o meia do Ceará, Jorginho, vem confirmando as qualidades excepcionais de seu belo futebol. A diferença começa pelo toque refinado, sutil, de quem tem com a bola extrema intimidade. Jorginho tem também ótima leitura de jogo. Quando a bola chega aos pés de Jorginho, o tratamento é de afeto. Os dois se entendem como enamorados que se chegam e se aconchegam. Pelo visto, a tendência é Jorginho ir conquistando espaços na medida em que for retomando o melhor de sua forma física e técnica. Em Cochabamba, quando ele entrou no segundo tempo, o Ceará começou a trabalhar melhor as articulações. Pena ter sofrido logo em seguida o gol, fato que neutralizou os esboços de uma reação. Mas, já ali, deu para notar o progresso do jogador. Os desafios da Série A exigirão intensa rotatividade no elenco. O crescimento de produção mostrado por Jorginho é motivo de tranquilidade para o treinador Guto Ferreira. Antes, quando Vina tinha problemas, Guto tateava na busca da melhor opção. Hoje, Jorginho não é opção: é realidade. Ele luta, com muito mérito, por seu próprio espaço no esquema. Para mim, um espaço que ele já conquistou. 

Clássico 

Seja qual for a situação de momento, tudo muda quando Fortaleza e Ceará se encontram. Agora, com as vitórias de alvinegros e tricolores nas respectivas estreias pela Série A, a valorização do clássico passou a ser muito maior. A imagem negativa da derrota em Cochabamba foi substituída pela esperança de um novo tempo. 

Astral 

No Fortaleza a vitória em Minas Gerais consolidou a confiança que vinha crescendo, desde a chegada do treinador Juan Pablo Vojvoda. A conquista do título de campeão cearense, justo sobre o maior rival, já devolvera ao Leão a autoestima. A vitória sobre o Atlético no Mineirão ratificou o reencontro do Fortaleza com seus melhores tempos. 

Sem ilusões 

As vitórias merecem comemoração, mas não podem conduzir a apressadas ilusões. A Série A nacional é longa e extremamente exigente. O início positivo tem seu valor, mas passou. Haverá ainda desafios maiores. É para esses desafios que os times deverão estar muito atentos. Nada de euforia exagerada. 

Serenidade 

Quando terminou o jogo da vitória do Ceará sobre o Grêmio, fiquei observando a reação do técnico Guto Ferreira. Ele fez um gesto de vibração, mas também de alívio também. Aquele ar expirado que coloca para fora todas as tensões. Guto sabia que um tropeço a mais ampliaria a pressão sobre seu trabalho. Agora serenou.  

 

 

 

 



Assuntos Relacionados