Centro de Conexões

Abertura do Ceará para o mundo: início do hub marca nova era na economia local

Governo espera aumento de 70 mil turistas internacionais visitando o Ceará, com os novos voos inaugurados

Inauguração do voo da KLM em Fortaleza no dia 3 de maio ( Foto: Alex Ferreira )
16:57 · 03.05.2018 / atualizado às 20:57

Em um momento histórico para o Ceará, o hub aéreo da Air France-KLM e Gol iniciou as operações oficialmente, nesta quinta-feira (3), com a chegada do voo de Amsterdã, às 16h58. O voo vindo de Paris, da companhia Joon, tocou o solo cearense às 17h20, tendo a bordo a comitiva do governador Camilo Santana. Com a estreia, inaugura-se um novo ponto de conexão do Brasil com o mundo, com a ampliação de ofertas de voos e o aumento de turistas interligando a América do Sul, a Europa e os Estados Unidos. O começo das operações do hub vai impactar a economia cearense durante anos, atingindo diversos setores, especialmente o turístico.  

Ao pousar no Fortaleza Airport, o voo da KLM, vindo de Amsterdã, foi batizado. Isto é, o Corpo de Bombeiros jorrou água na aeronave, uma tradição da aviação mundial, que marca a estreia de novas rotas. Os cearenses e demais consumidores já podem contar, a partir de agora, com três voos semanais para Paris, pela Joon, e outros três para Amsterdã, pela KLM. A oferta de voos vai ser ampliada. Até o fim de 2018, a Gol vai operar voos saindo de Fortaleza para Argentina e Estados Unidos.  

> Com hub, tempo para chegar à Europa reduz em até 14 h

> Ceará investe em "trinca de hubs" no 1º semestre

> Idioma ainda é  barreira no atendimento aos clientes

> Conheça mais detalhes das principais rotas

> Aeroporto de Fortaleza reforça infraestrutura

Nova fase

Arte-Hub

O Governo do Ceará encara o nascimento do hub no Estado como uma "nova fase", que deve impulsionar o desenvolvimento econômico e turístico, com a possibilidade de novas formas de negócios no Estado. "Este é um sonho pelo qual trabalhamos muito desde o início, com a concessão do Aeroporto Pinto Martins, com a Fraport. Só esse ano serão 47 novos voos internacionais na capital cearense. Isso significa mais empregos, mais oportunidades, mais turistas no Ceará", afirma o governador Camilo Santana.  

Para o diretor o diretor-geral do grupo Air France-KLM para a América do Sul, Jean-Marc Pouchol, o momento é um marco para a empresa. "É um momento de grande emoção para nós porque começamos a trabalhar nesse projeto há mais de um ano. Hoje é a concretização desse projeto", comenta Jean-Marc.

A Secretaria de Turismo do Ceará (Setur) estima que o Estado receba anualmente entre 60 e 70 mil turistas estrangeiros no Estado por ano. Quando se fala em números domésticos, com o hub, o Ceará deverá ter movimentação de 1,5 milhão de turistas por ano.

"Nosso objetivo nesses três primeiros anos de gestão era aumentar a logística na capacidade de trazer turistas para o Ceará. Sem muitos voos você não consegue ser um mercado forte no mundo do turismo, por isso fomos em busca de companhia globais. Só a Air-France/ KLM, por exemplo, voa para mil destinos. Assim, só com um pouso se chega a praticamente qualquer lugar do mundo. E uma pessoa de qualquer lugar do mundo consegue chegar a Fortaleza. Nossa luta era essa, fazer com que o destino tivesse conexões", comenta o secretário de Turismo, Arialdo Pinho.  

Capacitação

Novas opções de transporte, investimentos em infraestrutura, requalificação de pontos turísticos e incentivo à capacitação estão entre as principais iniciativas de curto e médio prazo do poder público para aprimorar a experiência de lazer dos turistas e dos próprios moradores do Estado. A longo prazo, é esperada maior participação da iniciativa privada, seja com novos investimentos, como a roda gigante de 100 metros de altura na Praia de Iracema, prevista para o fim de 2019, ou na operação de equipamentos, como do Centro de Eventos, que segue em processo de concessão.  

Transporte

A criação de duas linhas de ônibus: uma que faz o trajeto entre o Aeroporto e a Beira Mar e Avenida Monsenhor Tabosa, já em operação; e outra de veículos de dois andares no estilo Hop On Hop Off, em que o passageiro pode descer do ônibus e pegar outros da linha em 24 horas com uma passagem, cujo itinerário inclui os principais pontos turísticos da Capital.  

Empregos

O diretor executivo da Associação de Transporte Aéreo da América Latina e Caribe (Alta), Luis Felipe Oliveira, ressalta que o modelo de hub adotado em Fortaleza vai fortalecer a aviação civil do Nordeste. "É de extrema importância para a Região e para o Brasil e faz com que a cidade se conecte com centenas de destinos da Air France e da KLM. Nós não vamos ligar Fortaleza apenas a Paris e Amsterdã, mas a todo o mundo, a todos os destinos que as companhias oferecem. É a abertura de Fortaleza para o mundo". Oliveira também projeta um incremento no número de empregos com a chegada do hub. "O aumento de frequências trará mais passageiros. Basicamente cada passageiro vai gerar 3 ou 4 empregos adicionais na cidade. Muitos viajantes vão para aqui para fazer conexão e isso tudo gera desenvolvimento econômico importante", acrescenta.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.