Sem data para início da vacinação, Pazuello adia reunião com governadores prevista para esta terça

O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), compreendeu que a grave situação em Manaus demanda atenção do Ministério da Saúde e disse não fazer sentido "realizar uma agenda para marcar outra"

Eduardo Pazuello e a equipe do Ministério da Saúde seguem acompanhando a crise em Manaus (AM) nesta terça (12)
Legenda: Eduardo Pazuello e a equipe do Ministério da Saúde seguem acompanhando a crise em Manaus (AM) nesta terça (12)
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O Ministério da Saúde pediu aos governadores o adiamento da reunião prevista para esta terça-feira (12), por videoconferência, sobre o cronograma do Plano Nacional de Imunização contra a Covid-19. O motivo, de acordo com o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), que é coordenador das discussões sobre vacina no Fórum Nacional de Governadores, é a impossibilidade de definição de uma data para o início da vacinação no Brasil. O encontro, agora, deve acontecer na próxima terça (19).

O piauiense disse, nas redes sociais, que foi informado de que o ministro e sua equipe seguem em Manaus (AM) e "precisam de mais tempo por lá, pela grave situação em que se encontra a cidade".

Além disso, Wellington Dias ressaltou que "sem a possibilidade de ter uma data definida" nesta terça para o início da vacinação, compreendeu que "não fazia sentido realizar uma agenda para marcar outra". Segundo ele, o Ministério "pediu o adiamento da agenda que estava prevista para esta terça-feira para a próxima terça-feira, dia 19". A solicitação foi acatada.

O governador do Piauí, porém, reafirmou uma cobrança recorrente dos governadores ao Governo Federal, dizendo que os chefes dos executivos estaduais esperam pela data de início da vacinação no País. "Dependemos dela para todo o cronograma do Plano Estratégico Nacional de Imunização", sustentou.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre política