Prestem atenção ao Campeonato Brasileiro

Confira a coluna desta segunda-feira (2)

Dorival Júnior com semblante sério no Ceará
Legenda: Dorival Júnior deveria ter corrigido tal situação ainda no primeiro tempo. Mas o próprio treinador alvinegro parecia anestesiado
Foto: Kid Júnior / SVM

A derrota do Ceará, a segunda consecutiva em casa pela Série A nacional, gerou um incômodo muito grande. Isso terá um preço elevadíssimo para ser resgatado futuramente, quando chegar o que costumo chamar de “tie-break”, ou seja, a virada do turno.

Contra o Bragantino, o Ceará reagiu no segundo tempo. Assumiu o controle. Mas falhou feio nas finalizações. Aliás, o primeiro tempo do Ceará foi uma decepção. O Bragantino deu as cartas. Trabalhou o tempo todo no campo do Ceará, que sempre correu atrás da bola.

O Vina, o craque, desapareceu. Um sumiço de 45 minutos e acréscimos. Dorival Júnior deveria ter corrigido tal situação ainda no primeiro tempo. Mas o próprio treinador alvinegro parecia anestesiado, tão perdido quanto o Vina. Foi triste.

A verdade é que a marcação do Ceará está ruim. É notória a falta que faz Fernando Sobral. O lado direito do Ceará só melhorou com a entrada de Nino Paraíba. Enfim, as dificuldades encontradas pelo Ceará são ostensivas. Assim diante do Botafogo. Assim diante do Bragantino. Um início de Série Nacional muito abaixo do esperado. Aquela monumental vitória sobre o Palmeiras no Allianz Parque parece ter sido produto da ilusão.   
 
Prioridade 
 
O Ceará tem que concentrar esforços em jogos da Série A. Na Sul-Americana é importante que siga vencendo, mas não deve ser prioridade. Uma boa campanha na Série A nacional é que garante presença nas competições internacionais no ano seguinte. Há um encadeamento dos fatos. Síntese: primeiro o Campeonato Brasileiro. E tudo mais virá por acréscimo. 
 
Semelhante 
 
Esta linha de raciocínio, estabelecida com relação ao Ceará, cabe também com relação ao Fortaleza. É a mesma coisa. O foco tem de ser necessariamente a Série A nacional. Ela em primeiro lugar. Foi assim que o Fortaleza alcançou o maior êxito de sua história na era dos pontos corridos. Este ano, o começo titubeante do Fortaleza também poderá ter um alto preço lá na frente. 
 
Situação turva 
 
Não sei como qualificar o atual momento por que passam os representantes cearenses na Série A nacional. Não é fase de transição. Poderão dizer que é de transição sim, ou seja, entre o término da Copa do Nordeste e dos certames estaduais e o começo da Série A e das competições internacionais. Bom, cada um interprete à sua maneira. A verdade é que a situação está turva. Isso é muito ruim. 
 
Próxima 
 
No Campeonato Brasileiro que, insisto em dizer, deve ser prioridade para Ceará e Fortaleza, o Vozão enfrentará o Athletico, sábado próximo, às 20:30, na Arena da Baixada. O Fortaleza, no Castelão, domingo, às 19 horas, receberá o São Paulo. Prestem atenção ao Campeonato Brasileiro. Estou avisando. E lá vem o Rogério Ceni mais uma vez.