aeroporto

Juazeiro: consórcios recorrem em concessão

01:00 · 17.04.2018
foto
O Aeroporto de Juazeiro do Norte está entre os que serão concedidos nesta 2ª rodada ( FOTO: ELIZANGELA SANTOS )

Dois dos três consórcios que concorreram pela realização dos estudos técnicos dos 13 aeroportos, entre os quais o Aeroporto de Juazeiro do Norte (CE), incluídos nova rodada de privatização que a União lançou em 2017, entraram com recurso administrativo questionando o resultado da competição. Apenas um competidor, o consórcio liderado pelo escritório Moyses & Pires Advogados, foi selecionado em todos os três blocos disputados.

> 2º hub aéreo se forma com Latam, avalia governador 

Segundo as contestações dos consórcios liderados pela BF Capital e pela Progen Engenharia, as propostas do consórcio vencedor tinham incompatibilidades em relação ao edital. Eles também solicitam justificativas para as diferenças entre as notas atribuídas a cada concorrente.

De acordo com o Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, a comissão responsável pela escolha tem até amanhã (18) para apreciar o recurso. Independentemente do resultado, o cronograma segue, de acordo com o Ministério, para a produção da minuta de contrato e do edital para, em seguida, serem analisadas em audiência pública. A previsão da pasta é que o leilão aconteça no 4º trimestre.

Nova rodada

Os 13 aeroportos foram liberados para concessão no fim de 2017, após o governo optar por retirar Congonhas, na cidade de São Paulo, da lista de privatizações. Por terem menor atratividade econômica, os empreendimentos que restaram foram divididos em blocos.

Além de Juazeiro do Norte, o do Nordeste reúne terminais de Recife (PE), Maceió (AL), João Pessoa e Campina Grande (PB). O do Sudeste tem Vitória (ES) e Macaé (RJ), enquanto o do Centro-Oeste, inclui os de Cuiabá, Rondonópolis, Alta Floresta, Sinop e Barra do Garça (MT).

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.