Moradores da zona de litígio permanecem desassistidos

A indefinição abre lacunas sociais e políticas para cerca de 8 mil pessoas, nesta zona de disputas