Desenvolvimento sustentável

Você Empreendedor celebra destaques da economia local

Ao todo, nove empresas foram premiadas, sendo três por categoria. Os convidados do evento debateram cenário atual

Agraciados na sexta edição do projeto foram homenageados com a entrega de placa especial ( Foto: Kid Jr. )
01:00 · 17.05.2018

 

 

A noite de ontem (16) foi especial para empreendedores que se destacaram no desenvolvimento econômico sustentável nas categorias Empreendedor Individual (EI), Microempresa (ME) e Empresa de Pequeno Porte (EPP). Eles receberam o Prêmio Você Empreendedor, realizado pela Universidade de Fortaleza (Unifor), por meio do Escritório de Gestão, Empreendedorismo e Sustentabilidade (Eges) e em parceria com o jornal Diário do Nordeste. 

A premiação, que chegou à sexta edição, foi criada com o objetivo de gerar conhecimentos necessários para aqueles que querem empreender, tanto para quem abre uma empresa, bem como quem empreende no seu local de trabalho. 

Desde sua primeira edição, o projeto tem o intuito de ser plataforma de conhecimento aos empreendedores, por meio de conteúdos que circulam em fascículos no Diário do Nordeste, site do projeto, seminários com temas relacionados à temática e o prêmio no fim do projeto. 

Na categoria Microempreendedor Individual, o primeiro lugar ficou com o Portal Futebol Cearense, seguido pela Fábrica de Sonhos em segundo e a Vila Morena em terceiro. 

Já na categoria Microempresa, o vencedor foi o Pão de Tapioca, com o Benévolo Café e Gelato vindo em segundo. O Espetim do Tio completou o pódio. 

Por fim, a categoria Empresa de Pequeno Porte teve como maior destaque a Papá pra Bebê, com ICA em segundo e Labpacs, em terceiro. As dez melhores empresas por categoria ainda receberam menção honrosa durante a solenidade.

Bate-papo

A premiação ocorreu no Teatro Celina Queiroz, no campus da Universidade de Fortaleza. Na ocasião, houve um bate-papo com empreendedores, que contou com a participação de Rodrigo Viriato, sócio do Grupo Alice’s; Eduardo Aragão, diretor comercial da Empório Delitalia; e Marcelo Azevedo, funcionário de carreira do Banco do Nordeste (BNB). A mediação ficou a cargo do professor Wilson Linz, consultor técnico do Eges. 

Dentre os assuntos abordados pelos convidados, destaque para o histórico de cada um no mercado, a crise econômica do País e a importância das linhas de crédito para o fomento dos novos negócios.

Aragão ressaltou a importância de compartilhar conhecimento com as novas gerações de empreendedores que são formadas na Universidade. “O que vejo de mais válido é trazer a nossa experiência de tudo o que a gente viveu no mercado, o que já passamos, e trazer um pouco dessa experiência para as pessoas que estão começando agora”, disse.

Na opinião do empresário, o atual cenário impõe algumas dificuldades que precisam ser superadas com criatividade. 

“Temos dificuldades hoje como a falta de qualificação da mão de obra, falta de compromisso e a dificuldade de começar o negocio com recurso próprio”, afirmou.

Experiências

A estudante de Comércio Exterior Morgane Boultier, 20, avaliou que a troca de experiências possibilitada pelo evento de ontem ajuda a motivar os alunos a buscar alternativas para empreender. “Para mim, (o exemplo dos empresários) mostra que é possível atingir (os objetivos). Ajuda a motivar os alunos, pois, às vezes, você perde o objetivo e, assim, permite ver que tem uma saída, tem opção, que tem essa possibilidade fora dos empregos clássicos”, disse.

O aluno do curso de Administração, Nicolas Toro, 23, enquanto folheava as páginas do caderno do Você Empreendedor, também exaltou as virtudes que observou no projeto.

“Hoje em dia, muitos fatores influem e muitas vezes não permitem que uma pessoa desenvolva muito (suas ideias). E esse projeto atua como motivação, provoca a pessoa que tem a ideia de algum negócio”, pontuou. 

 

O que eles pensam

 

Qual a relevância social deste projeto?

 

“Essa iniciativa é importante, pois é um reconhecimento a todo o esforço que esses empreendedores desenvolvem, driblando dificuldades, driblando tantos problemas que a gente sabe que são comuns para quem decide empreender. Se as empresas são sólidas, isso gera mais postos de trabalho, movimenta a economia. Vale a pena essa iniciativa”

Rogério Nicolau
Coordenador do Eges

 

“Desenvolver o empreendedorismo, atuar no foco do desenvolvimento da sociedade, traz um retorno social muito grande. É um papel muito importante do Diário do Nordeste. Além disso, o Prêmio faz com que a gente consiga atrelar conteúdo, informação e, com isso, gerar maior sinergia entre veículo e população”

Rafael Rodrigues
Gerente geral de Comercialização do Diário do Nordeste

 

 

 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.