Agenda internacional

Governo divulga Ceará na França e planeja fortalecer roteiros regionais

Secretário do Turismo está em Paris para encontros com agentes franceses

17:30 · 14.11.2017 / atualizado às 18:15

Os voos que ligarão Fortaleza a Paris pelo grupo Air France-KLM motivaram a divulgação do Estado entre os franceses. Para tal, o secretário Arialdo Pinho (Turismo) está na França, onde reuniu-se com o presidente da Embratur, Vinícius Lummertz, e o embaixador do Brasil naquele país, Paulo Campos.

Na pauta, a divulgação do Ceará como destino e também planejar a exploração do litoral cearense através da aviação regional e da infraestrutura de mobilidade entre os locais. “Temos pelo menos umas 10 praias excelentes para trabalhar com esse público europeu. Para isso, queremos continuar investindo em estradas, estrutura e acesso à internet nesses destinos. Os aeroportos de Jericoacoara e Aracati são fundamentais nesse processo também”, complementa o secretário.

“Esse hub de Fortaleza será uma boa oportunidade para nós, da Embratur, trabalharmos a diversidade na promoção dos produtos e dos destinos turísticos brasileiros”, comemora o presidente da Embratur.

Portifólio

Já o embaixador enfatiza a necessidade de criar um portifólio do Ceará para que os investidores europeus, a partir da França, conheçam as oportunidades de investir no Estado. Ele ainda aconselha destinar atenção aos voos regionais, com aviões menores, além de focar em roteiros específicos como "a Rota das Emoções, a Rota das Falésias e roteiros gastronômicos".

Compromissos

Nesta quarta-feira (15), o secretário Arialdo Pinho cumprirá uma extensa agenda com a imprensa francesa e também irá se reunir com Christian Mantei, diretor-geral da ATOUT FRANCE, agência de desenvolvimento turístico da França, para trocar experiências sobre o modelo de captação de turistas que os franceses desenvolvem. Também participará de um workshop sobre o Ceará com operadores e empresários convidados.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.