AEROPORTO

Novas concessões animam setor

01:00 · 28.04.2018
Image-0-Artigo-2393673-1
Para especialistas, o mercado aeroportuário segue estável e teve ganho após concessões

Brasília (Sucursal). A consolidação do mercado aeroportuário após o inicio das concessões em 2011 foi amplamente discutida, na 7ª edição do Airport Infra Expo, organizada pela Sator, que ocorreu na última quinta-feira (26), em Brasília. Especialistas do setor apresentaram as projeções, perspectivas e realidade do segmento.

Para alguns especialistas, o mercado aeroportuário segue estável e após as concessões teve um ganho significativo com a melhoria da infraestrutura e aumento no número de passageiros. De acordo com o diretor do Departamento de Políticas Regulatórias da Secretaria de Aviação Civil (SAC), Ronei Saggioro Glansmman, os lances vencedores das concessões dos aeroportos federais somam cerca de R$ 49 bilhões, e os investimentos ao longo de 16 anos, resultaram num total de R$ 15 bilhões.

LEIA AINDA:

> Fortaleza embarca em nova escala na aviação civil
> Em 12 anos, fluxo de turistas cresceu 61,9%
> Hubs no Nordeste criam novo cenário do setor no País
> Capital passa a concorrer com grandes terminais
> Justiça libera canteiro, e Fraport pode iniciar obras
> Centro de conexões de voos será inaugurado dia 3 de maio
 
O Bloco do Nordeste teve 13,2 milhões de passageiros em 2017, e a previsão é de 41 milhões ao final da concessão, em 2049. "É um bloco muito focado em turismo", afirma Glansmman. A quantidade média de passageiros processados do setor de aviação tem um crescimento médio anual de 9% (2003-2007). A tarifa média é de R$ 350 reais, o menor valor histórico, e a ocupação média das aeronaves é de 83%. Nesse cenário, a recuperação singela da economia brasileira atraiu investimentos.

Na avaliação do secretário nacional de Aviação Civil, Dario Lopes, as primeiras concessões trouxeram um grande legado para o setor aeroportuário que atenderá a demanda futura. "As grandes obras servirão para atender um número maior de passageiros e a gestão nos aeroportos de Porto Alegre, Florianópolis, Salvador e Fortaleza, mostra que tem gente olhando o aeroporto com olhar diferente e entendendo mais o desejo do passageiro", declarou.

Os aeroportos que compõem a próxima rodada de concessões são: Recife (PE), Maceió (AL), Aracaju (SE), João Pessoa (PB), Campina Grande (PB), Juazeiro do Norte (CE), Vitória (ES), Macaé (RJ) e os aeroportos mato-grossenses de Várzea Grande (Cuiabá), Rondonópolis, Sinop, Alta Floresta e Barra do Garças.

Aviação Regional

O Programa de Aviação Regional, que já beneficiou mais de 50 aeroportos regionais, com mais de R$ 800 milhões investidos em andamento, foi um dos temas de destaque do evento.

Segundo o secretário da SAC, 177 aeroportos regionais foram selecionados para receber algum tipo de melhoria por parte da União.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.