Eólica: fechado contrato entre Servtec e Suzlon - Negócios - Diario do Nordeste

Na serra da ibiapaba

Eólica: fechado contrato entre Servtec e Suzlon

20.12.2012

Empreendimento terá capacidade para abastecer duas vezes o total de municípios da Serra da Ibiapaba

Mais um parque eólico deve começar a ser construído no Ceará no próximo ano. O Grupo Servtec e a Suzlon Energia Eólica do Brasil assinaram ontem um contrato para a engenharia, construção e montagem do Parque Bons Ventos da Serra, com capacidade de 24 megawatts (MW), localizado na Serra da Ibiapaba, no município de Ibiapina, a 360 quilômetros da Capital Cearense.


Empreendimento é mais um a integrar o já forte parque de energia eólica do Ceará, considerado um dos principais do País FOTO: WALESKA SANTIAGO

"Em janeiro, tínhamos assinado um termo de intenção para desenvolver esse projeto. Para assinar o contrato, levou muito mais tempo do que a gente imaginava, pois houve muita negociação. Somente a quantidade de páginas do contrato ultrapassava 600", afirma o diretor do grupo Servtec, Pedro Fiúza.

A partir da assinatura, a expectativa é de que as obras sejam iniciadas no segundo trimestre do ano. "Devemos ter licença de instalação no primeiro trimestre e, na sequência, o início da obra no segundo trimestre de 2013", completa Fiúza.

Capacidade

A Bons Ventos da Serra é uma sociedade de partes iguais entre o Grupo Servtec e o FIP Energia, gerido pela Rio Bravo Investimentos. A empresa venceu a primeira etapa (24 MW) de um cluster eólico com capacidade total de 412 MW.

De acordo com Fiúza, com a capacidade a ser operada na primeira fase, é possível abastecer duas vezes o número total de municípios localizados na Serra da Ibiapaba.

O contrato firmado estabelece que a Servtec Energia será responsável pelo desenvolvimento dos trabalhos de engenharia do proprietário e do gerenciamento de obras, enquanto a Suzlon responderá pelo fornecimento e comissionamento dos aerogeradores, serviços de construção civil e eletromecânica.

Operação

De acordo ainda com Fiúza, a conclusão das obras está prevista para o segundo trimestre de 2014. Já a operação deverá ser iniciada logo em seguida.

Investimento

Um total de R$ 85 milhões é o montante a ser investido no empreendimento, dos quais cerca de 70% serão financiados pelo Banco de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Ao final de todas as etapas construídas, o montante total de gastos será de R$ 1,5 bilhão.

Energia solar

Em 2013 a Servtec deve dar o pontapé inicial nos investimentos em energia solar. "Pretendemos implantar um projeto de 30 MW para ser explorado em 2014 ou 2015", completa Pedro.

ANA BEATRIZ SUGETTE
REPÓRTER

Comente essa matéria


Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999