visitantes

Beach Park quer dobrar participação estrangeira

01:00 · 29.06.2018
Image-0-Artigo-2419927-1
Segundo o presidente do Grupo Beach Park, Murilo Pascoal, fatia deve saltar de 5% para 10% ( FOTO: REGINA CARVALHO )

O Beach Park pretende dobrar o percentual do número de visitantes internacionais, que hoje é de apenas 5%. Segundo o presidente do Grupo Beach Park, Murilo Pascoal, uma das estratégias foi alocar na Europa e Estados Unidos representantes comerciais para alavancar as vendas e a divulgação do parque no exterior. "Hoje, o parque recebe 95% de turistas nacionais e nós estamos começando agora o internacional. Nosso foco sempre foi o nacional, mas agora é um novo mundo e estamos aprendendo a vender o parque fora do País, visitando locais", disse.

> Turismo responderá por 25% do PIB cearense em 15 anos 

Segundo Pascoal, a conectividade criada com o hub da Air France/KLM e Gol possibilitou um novo momento para o Estado no turismo. "A partir de agora a gente vai viver esse novo momento. O impacto no PIB do turismo nos próximos anos vai ser muito maior, além da geração de emprego que também deve ser alavancada", destacou.

Sobre a geração de empregos, ele enfatizou que no setor de turismo o fator humano é muito necessário para o desenvolvimento da atividade. "Esse fato é importante porque precisamos de pessoas para recebermos bem os turistas então essa geração de empregos será ainda maior daqui a alguns anos. É um chamado para todos os representantes do trade para subirmos alguns degraus. A gente se inspira sempre em bons exemplos para fazermos o melhor e agora nós temos essa oportunidade para fazer ainda melhor".

Passando sempre por mudanças com novos brinquedos e novidades, o presidente do Beach Park acredita que o trade precisa de outros equipamentos para atrair mais turistas para o Estado. "Já temos qualidade, mas temos sempre que evoluir. Temos de pensar agora em como vai ser para receber os visitantes com um nível de exigência maior do que temos atualmente".

De acordo com ele, para o Estado conseguir "segurar" mais turistas, é preciso ter mais atrações de grande porte. "Como o projeto do Acquário, a roda-gigante, os novos hotéis e resorts. Precisamos agora encorpar isso tudo para manter a movimentação de turistas no Ceará. Nenhum estado do Brasil tem essa oportunidade. O reflexo que a gente vai ver será muito relevante. É preciso melhorar ainda mais os serviços e os produtos. Um dos exemplos é a Disney que tem atrações de qualidade ano após ano", acrescentou.

Nova atração

Pensando nisso, o Beach Park inaugura nos próximos 10 dias a nova atração, o Vainkará. Com investimento de R$ 15 milhões no brinquedo, o Beach Park estima crescer até 15% no faturamento deste ano e pelo menos 5% no número de visitantes.

De acordo com o Beach Park, a 19ª atração, o Vainkará, é no estilo Tornado Wave. A novidade é o primeiro equipamento da categoria da América Latina e o segundo do mundo. O visitante terá que encarar uma altura de quase 25 metros, passando por duas rampas que fazem parte do trajeto e deixam as boias praticamente em posição vertical.

Em 2017, o parque recebeu 1.028.785 de pessoas. Com um aumento de pelo menos 5% em 2018, o Beach Park deve ultrapassar 1.080.224 turistas. "A estimativa não conta com a influência da nova atração. Com o Vainkará, este número deve crescer", disse. (HRN)

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.