Bolsonaro deve discutir corte de gastos e cargos públicos em primeira reunião ministerial

Diante dos 22 ministros indicados, o presidente eleito deve querer passar a ideia de que pretende implementar um governo menos gastador e com a máquina pública mais enxuta