Crescimento do PIB do Ceará em 2012 supera quatro vezes o resultado da média nacional - Negócios - Diário do Nordeste

Crescimento do PIB do Ceará em 2012 supera quatro vezes o resultado da média nacional

Redação Web | 14h30 | 05.03.2013

Estado registrou um aumento de 3,65%

Atualizada às 18h14

O Produto Interno Bruto (PIB) do Ceará, superou quatro vezes o resultado da média nacional em 2012, registrando um crescimento de 3,65%. Com o resultado, a economia do Estado somou um montante de R$ 94 bilhões no ano passado.

Dados foram divulgados pelo Ipece na reunião do Mapp Foto: Governo do Estado

A média nacional apresentou uma expansão de 0,9% em 2012. Conforme o Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), o crescimento cearense é puxado pelos setores de serviços e indústria, com destaque para a expansão do setores de construção, eletricidade, gás e água.

A indústria cearense cresceu 2,63%, enquanto a indústria nacional registrou queda de 0,8%. O setor de construção cresceu 4,72% e o setor de eletricidade, gás e água teve um acréscimo de 8,79%. Já a indústria da extração mineral caiu 4,42% no Ceará e indústria de transformação diminuiu 1,5%.

O setor de serviços continua sustentando a economia cearense e o resultado positivo do PIB. Em 2012, o setor registrou um aumento de 5,8%.

O comércio no Estado cresceu 7,95%, enquanto o setor de aluguéis cresceu 5,94%. A intermediação financeira aumentou 4,38%. Os valores referentes ao turismo são mensurados no desempenho do setor de alojamento e alimentação, que registrou alta de 6,65% em 2012 e no setor de transportes, cujo aumento ficou em 7,99%.

O Estado também atribui aos investimentos públicos e privados a projeção positiva do PIB cearense. O governador Cid Gomes disse acreditar que o PIB de 2013 supere o de 2012.

Agropecuária apresenta queda

A agropecuária registrou resultados negativos no ano passado. O setor apresentou uma queda de 20,1%. No Brasil, também foi registrada queda, porém de apenas 2,3%. Nos quatro trimestres de 2012 houve queda na agropecuária cearense. No primeiro trimestre, a queda foi de 9,8%, no segundo semestre, foi de 44,6%, no terceiro semestre, 19,3% e no quarto semestre, caiu 8,56%.

"Nós vivemos em 2012, a pior seca, relativa à índices pluviométricos, dos ultimos 40 anos. Isso, por si só, justifica boa parte da nossa recua", afirmou Cid Gomes.

O crescimento acumulado do PIB no Ceará nos últimos cinco anos ficou em 31,4%. No Brasil, o crescimento atingiu 23,6%. O acumulado de arrecadação no ICMS nos últimos cinco anos aumentou em 105,3% no Ceará, enquanto o Indíce de Preços ao Consumidor aumentou 37,7% no mesmo período.

Os dados foram divulgados pelo diretor-geral do Ipece, Flávio Ataliba com a presença do governador Cid Gomes, na tarde desta terça-feira (5), na reunião do Monitoramento Ações e Programas Prioritários (Mapp).

Cid repercute sociedade 'simbólica' com Premium II

Durante a entrevista coletiva, após a apresentação, o governador repercutiu a declaração de que ele desejaria uma "sociedade simbólica" entre Estado e a refinaria Premium II.

"Quando eu sondei isso, minha ideia foi muito mais no sentido de uma participação acionária simbólica que conferisse legitimidade, no sentido de que a gente possa negociar com outros parceiros (além da Petrobras). Ele explicou que se o Estado tiver oportunidade de ter uma participação acionária, mesmo que com investimento "simbólico", haveria a possibilidade de negociar "24 horas sobre esse tema" com a Petrobras. "Será o investimento do século XXI", acrescentou Cid sobre a aplicação de R$ 22 bilhões no empreendimento.

Comente essa matéria


Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999