tabelamento do frete

Guardia debate medida com Fiesp

01:00 · 12.06.2018

São Paulo. O tabelamento dos serviços de frete, que vem sendo discutido entre o governo federal e lideranças dos caminhoneiros, foi um dos temas abordados na reunião entre o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, e a diretoria da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) nessa segunda-feira (11). Após o encontro, o presidente em exercício da entidade, José Ricardo Roriz, explicou a jornalistas como foi a conversa com Guardia.

"Foi uma reunião de trabalho onde foram apresentadas agendas de longo, médio e também de curto prazo. O tabelamento de frete é um problema que foi levantado, pois empresas estão com dificuldades de embarcar seus produtos", disse Roriz. "Somos contra qualquer tipo de tabelamento, estaríamos voltando ao Brasil de 40 anos atrás", complementou o executivo.

Conforme Roriz, o ministro entendeu o pleito do setor industrial, ainda que não tenha dado a palavra de que a medida será revertida. "O ministro não deu a entender que a tabela deixa de valer a partir de determinado momento, mas reconheceu as dificuldades causadas pelas medidas acordadas num momento grave do País", explicou.

Outro ponto de debate com o ministro da Fazenda, comentou José Ricardo Roriz, foi a antecipação do fim do benefício da exportadores, no programa Reintegra.

Leia ainda:

> Pelo menos 30 ações judiciais questionam tabela de frete 
> Falta etanol em alguns postos de Fortaleza
> Associação questiona tabela de frete rodoviário no STF

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.