BOLSA SOBE

Dólar fecha acima de R$ 3,90 pela 1ª vez em 1 mês

01:00 · 03.07.2018

São Paulo. A expectativa de acirramento da guerra comercial entre Estados Unidos e China fez com que o segundo semestre do ano começasse com perspectiva negativa para o mercado financeiro. O dólar avançou sobre a maioria das moedas emergentes e fechou acima dos R$ 3,90 pela primeira vez em quase um mês. Na próxima sexta, entram em vigor as tarifas impostas pelo governo de Donald Trump a US$ 34 bilhões em produtos chineses, mais um passo do conflito que se desenha desde março entre os dois países.

De uma cesta de 24 divisas, o dólar avançou sobre 22 delas ontem. Em um cenário de incertezas, investidores tendem a migrar recursos em países mais arriscados de volta para os Estados Unidos, considerado mais seguro. O dólar subiu a 0,59%, a R$ 3,912, o maior patamar de fechamento desde 7 de junho. Naquele dia, o Banco Central começou a intervir no mercado de câmbio para conter a disparada da moeda norte-americana.

As Bolsas mundiais também sentiram durante grande parte do dia o impacto da crise comercial. Na Europa e na Ásia, os principais índices fecharam no vermelho. As Bolsas americanas caíram durante boa parte dos negócios, mas inverteram o sinal ao final do pregão, ajudando também o Ibovespa. O índice, o principal do País avançou 0,11%, a 72.839 pontos. A alta foi sustentada principalmente pelas ações da BRF, que avançaram 12,72%, a R$ 20,29.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.