ACIMA DA MÉDIA NACIONAL

Comércio do CE cresce 13,2%

01:34 · 12.03.2010
( )
Estado superou a média de crescimento nacional e começou o ano com bons números no comércio varejista

Na balada de evolução do pós-crise, o comércio varejista do Ceará apresentou crescimento de 13,2% em janeiro, ante o mesmo período de 2009, ultrapassando a alta média do país de 10,4%, indicou pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatistica (IBGE). O Estado foi superado apenas por Mato Grosso (18,2%), Acre (17,9%), Amapá (17,1%) e Goiás (15,4%). O avanço do comércio cearense ainda foi superior aos fechados em dezembro (12,8%) e novembro (8,0%). De acordo com Cid Alves, presidente do Sindicato do Comércio Varejista e Lojista de Fortaleza (Sindilojas), o resultado positivo das vendas no Estado ante janeiro de 2009 já era esperado. Ele lembra que, no último ano, o Brasil, mesmo não sendo afetado pela crise mundial com a mesma intensidade de outros países, sofreu com os efeitos, o que acarretou índices comerciais menores que o usual. Para 2010, segundo ele, as expectativas são de pleno crescimento nas vendas.

Prevendo os resultados de fevereiro, Alves acredita em nova evolução relativa ao igual período do ano passado.

No entanto, destaca que é improvável um crescimento ante janeiro de 2010, em virtude dos poucos dias úteis de fevereiro. "Comparando com janeiro, apenas alguns setores, como a venda de material escolar, vão crescer", antevê.

Brasil em ascensão

No País, as vendas do comércio varejista subiram 2,70% em janeiro em relação a dezembro de 2009, configurando a maior elevação neste tipo de comparação registrada na série histórica do indicador do IBGE, iniciada em janeiro de 2000. Na comparação com janeiro de 2009, as vendas do varejo aumentaram 10,40% em janeiro deste ano. Nesta comparação, as expectativas variavam de 7% a 9,40%.

O resultado de janeiro na comparação com igual mês do ano passado teve importância fundamental do segmento de hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo, cujo volume de vendas subiu 10,2% ante janeiro do ano passado. O setor já vinha apresentando bons resultados ao longo de 2009, devido a índices positivos de emprego e de renda, que costumam afetar positivamente o segmento.

O volume de vendas de Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo em janeiro mostrou resultados positivos em todos os tipos de comparação, e foi um dos destaques do comércio varejista no primeiro mês do ano. Segundo o IBGE, na comparação com janeiro do ano passado, as vendas neste segmento subiram 10,2% em janeiro deste ano. De acordo com o instituto, o segmento foi responsável por 47% da taxa global do varejo na comparação janeiro ante igual mês do ano passado (10,40%). Na avaliação do IBGE, este desempenho foi motivado pelo aumento do poder de compra da população, em virtude do crescimento da massa de rendimento real efetivo dos assalariados.

Em janeiro, outros segmentos também apresentaram resultados positivos nas vendas do comércio varejista ante dezembro do ano passado. É o caso de móveis e eletrodomésticos (+7,9%); equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (+5,8%); livros, jornais, revistas e papelaria (+3,2%); outros artigos de uso pessoal e doméstico (+2,5%) e artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (+2,0%).

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.