Restrição de foro se estende a ministros