Barrigas de aluguel são negociadas em redes sociais

Pessoas comercializam gestações por valores entre R$ 10 mil e R$ 50 mil; prática financeira é ilegal em todo o País