Informa Ipece

Arrecadação estadual cresceu 69,8% em 5 anos

A publicação traz ainda dados sobre indústria, comércio, transportes, comunicações, intermediários financeiros, prestação de serviços e preços
01:00 · 09.08.2017

O Ceará arrecadou, em 2015, R$ 10,3 bilhões com impostos e contribuições federais, montante 69,85% acima da arrecadação de 2010, quando os cofres públicos receberam R$ 6,1 bilhões. Esses números e os de outros setores da economia cearense estão registrados na publicação Ceará em Números, elaborada e divulgada pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece) com um apanhado de cinco anos até 2015.

Além da arrecadação, a publicação traz dados sobre o movimento de constituição e extinção de empresas nesses anos. Em 2015, 15.497 empresas foram criadas ante 18.649 em 2010. Quanto aos encerramentos, foram 14.890 em 2015 ante 7.920 em 2010.

Turismo

De acordo com os dados disponibilizados pelo Ipece com base nos números da Secretaria de Turismo do Ceará (Setur), a ocupação hoteleira média em Fortaleza passou de 66,4% em 2010 para 72,9% em 2015, registrando crescimento ano após ano. O destaque é o mês de janeiro de 2015, quando a ocupação hoteleira foi a 89,3%.

Na edição de 2016, o Ceará em Números apresenta indicadores subdivididos nas seções referentes à Caracterização Geográficas, Recursos Naturais e Meio Ambiente; Desenvolvimento Humano e Social (índices de desenvolvimento, população, educação, saúde, trabalho e rendimento, previdência e assistência social, eleições e representações de classes, justiça e segurança pública e cultura.

Na secção Desenvolvimento da Infraestrutura da publicação do Ipece estão: recursos hídricos, energia, habitação e saneamento e rodovias, enquanto a de Desenvolvimento Econômico engloba produto interno bruto, agropecuária, indústria, comércio, transportes, comunicações, turismo, intermediários financeiros, prestação de serviços e preços, além do segmento Finanças Públicas.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.