"Três Donzelas Uma Comédia" completa 20 anos; veja entrevista com humoristas

No mês de janeiro, humoristas retornam com espetáculo no Teatro São José

Humor de bar. A definição é do ator Paulo Diógenes sobre a peça "Três Donzelas Uma Comédia". A obra completa 20 anos de existência em 2019. Em comemoração à data, Raimundinha, Otília e Zuleica retornam ao palco do Teatro São José para uma agenda extensa de apresentações no mês de janeiro.

"Inovamos levando esse humor para o teatro. Perguntam para gente em quanto tempo foi feito a peça. Foi em um dia, mas por que já tínhamos uma convivência de conversas e de ideias. O humor é isso. O pessoal de teatro reclama dessa rapidez. Quando o humor perde a naturalidade e a espontaneidade, ele deixa de ser humor", declara Paulo Diógenes.

Longe das grandes produções de teatro, "Três Donzelas Uma Comédia" prima pela simplicidade e o dia a dia do cearense. Em duas décadas, a obra nasceu carregada do cotidiano, sotaque e gírias. "O que deu errado na estreia ficou no espetáculo até o final. Eu não acredito naquele humor programado. Tem que ser espontâneo. Nos questionam sobre o cenário. Esse recurso, além de iluminação, é quando uma peça não tem conteúdo. Com certeza, eu garanto quem vier assistir vai passar uma hora rindo", conta Diógenes.

O humorista Aluisio Junior, intérprete de Otília, avalia que embora a obra tenha assuntos de gerações passadas, a peça é atualizada. "Na realidade, baseamos o texto no original. Hoje, as pessoas estão nos questionando o que vai entrar. Se vai ter a mesma música, a mesma piada e estamos pegando esses ganchos. O público está nos ajudando. O espetáculo é uma obra aberta. Tudo o que acontece na cidade durante a semana será colocado nas apresentações. Vamos moldando com a realização de cada espetáculo".

Enredo

A novidade, na nova temporada, é que as personagens serão inseridas na era digital. Sem smartphone com redes sociais, Raimundinha, ao lado de Otília e Zuleica, será apresentada ao mundo dos aplicativos. "A história agora é a integração da Raimundinha na era digital. Ela tem um celular que não possui redes sociais. O ator Ramon Oliveira vai ensinar a elas a ser youtuber, além de arranjar um paquera na internet", brinca Paulo Diógenes.

Dudé Torres, a Zuleica, conta que o mais interessante de fazer a peça nos dias atuais é a forma como a notícia do retorno do trio está se propagando. "O engraçado é que há 20 anos a divulgação era boca a boca. A pessoa chegava no trabalho ou em casa e falava para os outros. Hoje, a coisa é tão imediata que eu me assusto".

Paulo Diógenes conta que o espetáculo havia parado não por brigas ou mágoas entres os humoristas, mas pelo fato de terem iniciado trabalhos paralelos. "Cada um trilhou seu caminho. Hoje, nos encontrarmos 20 anos depois é engraçado. O filho do Dudé Torres nasceu junto com o espetáculo. Ainda teve tempo para fazer menino. Nas publicações a gente lê que o pessoal fala que vai levar filhos e netos. Com isso a gente vai se sentindo velho", brinca.

No Teatro São José, os comediantes realizaram diversas temporadas da obra. Antes do equipamento ser reformado, o trio lembra que chegaram a apresentar o espetáculo com morcegos sobrevoando os espectadores, ratos e até um incêndio acontecendo. Entregue no fim de 2018, o novo teatro possui 1.446 m² de área construída e capacidade para 346 pessoas. O interior do equipamento passou por minucioso trabalho de restauração de pisos, portas e mezaninos, dotados com guarda-corpo, com assentos retráteis em madeira e com tecido bordô, além de contar com serviço de climatização.

Na avaliação dos humoristas, o retorno de "Três Donzelas Uma Comédia" renasce para resgatar o humor cearense. A notícia boa é que algumas apresentações já estão sendo marcadas em cidades como Aracati e Jaguaruana.

"O Rouge voltou. O É o Tchan voltou. A Xuxa voltou. Por que a gente não voltaria? Venham que você irão se divertir", brinca Paulo Diógenes.

Você tem interesse em receber mais conteúdo de entretenimento?