"Terça de Graça" oferece oficinas de roteiro, personagens e iluminação

O objetivo do projeto é formar novos nomes da comédia cearense, além de preservar a imagem de personalidades locais

Legenda: Bené Barbosa convida para programação gratuita de humor que investe na formação de novos talentos

Perpetuar o humor cearense é o que espera o humorista Bené Barbosa com o "Terça de Graça". Com oito anos de existência, o projeto leva espetáculos inéditos e propõe a formação de novos nomes da comédia local. Na programação quatro apresentações humorísticas, além de passagem pelo Interior do Estado. O Cineteatro São Luiz, no coração da cidade, será o palco das apresentações.

Criado pelo humorista sobralense Bené Barbosa, mais conhecido como "Papudim", o "Terça de Graça" quer, com as apresentações, garantir acessibilidade ao público. Por essa razão, toda a programação é gratuita. Além de buscar a formação de plateia, o projeto investe na formação de novos talentos, oferecendo cursos e oficinas que contam com a orientação de profissionais das mais diversas áreas do teatro cearense.

"Aos 15 anos, fui obrigado a ir ao Rio de Janeiro fazer teatro por que não tinha onde nasci. No Ceará, o humor apareceu de forma individual. A intenção com o projeto é fazer uma pesquisa antropológica sobre o humor e depois formar. Dentro do projeto existem espetáculos, além de oficinas de formação de criação de roteiro, personagens, figurino e iluminação para que se tenha o contexto geral do que é essa profissão. Trabalhamos sempre em cima do ineditismo para que tenhamos pessoas sempre capazes de produzir seus próprios textos. Não podemos cair na armadilha de fazer o que todo mundo faz", declara Bené Barbosa. Ao final das oficinas, os participantes apresentam um espetáculo montado.

Programação

A grande novidade da edição 2019 será a apresentação de uma exposição. "Haverá uma locação montada em seis contêineres com a história do humor cearense, desde a primeira citação falando do Ceará moleque contido no livro 'A Normalista", com uma projeção de futuro", explica Barbosa.

Quatro sessões serão apresentadas no Cineteatro São Luiz, no Centro. A programação será aberta no dia 15 de janeiro com show do humorista Ery Soares. Ele é conhecido pelo personagem Tizil do programa Nas Garras da Patrulha da TV Diário. "É bom para a comunidade do humor mostrar que estamos em alta. Por ser gratuito, fica mais fácil o acesso à arte. É feito para o povo", analisa o comediante. Os espectadores poderão assistir o show inédito "Deixa que eu conto". O primeiro espetáculo também terá a participação do cantor e ator Chambinho do Acordeon. No dia 22, é a vez do "Malassombro". Com um tom satírico, a comédia-terror "Malassombrado" relata de forma crítica o conturbado cenário político e social brasileiro a partir da história de um vampiro que precisa se alimentar, mas não consegue encontrar sangue.

Em 29 de janeiro, "Enfim, Sós" conta a história de Generosa e Imaculada. Irmãs devotadas à família e aos valores de sua classe social têm as rotinas abaladas por uma série de assassinatos que colocarão em xeque crenças históricas. Para fechar as apresentações, o humorista Paulo Diógenes sobe ao palco no dia 5 de fevereiro com "Nós somos uma comédia. No novo espetáculo, o comediante traz ao palco o humor de Raimundinha junto do teatro, da música e até mesmo do stand up. "Dentro do espetáculo tem uma parte que é mais teatral, tem uma parte que eu estou de cara limpa", explica. Todas as apresentações ocorrem às 18h30, com entrada gratuita.

Você tem interesse em receber mais conteúdo de entretenimento?

Assuntos Relacionados