Procurado pela polícia, Carlinhos Silva se pronuncia sobre dívida de pensão alimentícia

Em programa de TV, o humorista comentou sobre problemas com a ex-mulher e motivos para não pagar a pensão

Legenda: O humorista Carlinhos Silva se encontra foragido da polícia desde 2018
Foto: Reprodução/Instagram

O humorista Carlinhos Silva se pronunciou sobre o caso de estar foragido da Polícia por dever pensão alimentícia à ex-mulher, Aline Haulk. A dívida está avaliada em R$ 650 mil e um mandato de justiça foi expedido contra Carlinhos ainda em 2018.

Segundo o ex-integrante do programa Pânico, ele já teria tentado diversos acordos com a mãe de seu filho Arthur mas que a mulher ainda não o teria deixado ver o menino. Assim, ele disse ter parado de pagar a pensão de R$ 7 mil novamente.

"Estou cuidando da minha cabeça, isso que me leva a crer que vai dar tudo certo. Tenho dois acordos assinados que não foram cumpridos. Parei de pagar a pensão porque não existe penitência para a mulher. A Justiça e a mãe do meu filho não me respeitam. Tenho todos os documentos. Não é possível que chegou a esse ponto! Há seis anos não tem acordo. Para eles virou questão de honra me colocar na prisão. Sei o que o menor precisa. Acabaram com a minha família, não sei o que meu filho pensa de mim. Por que tenho que respeitar a Justiça se ela não me respeita?", disse ele em entrevista ao programa Fofocalizando, no SBT.

O humorista também questionou o fato de que ele precisa trabalhar para pagar a dívida, e que não consegue estando foragido da polícia. Carlinhos contou ainda que não vê o filho desde dezembro e alegou saber que, mesmo quitando a dívida, vai ser impedido pela ex-mulher de ver seu filho novamente.

“Quando eu descobri que o problema não era mais dinheiro, deixei de pagar. Eu perco tudo, volto para a m..., mas não dou um centavo. Ninguém vai devolver os oito anos de vida do meu filho. Meu apartamento está penhorado, preciso trabalhar”, rebateu mais uma vez.