Primeira paquita de Xuxa diz ter ficado 15 anos sem falar com a apresentadora

Andréa Veiga falou ainda sobre a relação com Marlene Mattos, antiga empresária da rainha dos baixinhos

Legenda: Andrea iniciou sua carreira na TV quando tinha cerca de 12 anos, no Clube da Criança
Foto: Foto: Reprodução/Instagram

Andréa Veiga, 50, a primeira paquita de Xuxa, 57, contou ter ficado 15 anos sem falar com a apresentadora. O rompimento aconteceu quando a Rainha dos Baixinhos encerrou sua parceria com Marlene Mattos, 70, de quem era empresária. A amizade só foi retomada porque a ex-assistente de palco procurou a Rainha dos Baixinhos.

"Quando teve o rompimento, eu tinha acabado de ter filho, estava de licença-maternidade. Foi uma época muito complicada para mim. Eu era amiga das duas e não podia tomar uma posição de nenhum dos lados. Se tivesse tomado posição, estaria sendo extremamente canalha", relembra Veiga, que afirma não saber o que levou ao fim da amizade entre Mattos e Xuxa.

A ex-paquita contou não manter amizade com Mattos, mas que é grata a diretora de diversos programas de TV por tê-la levado para trabalhar com ela e também por ter pagado parte de sua faculdade. "Tudo se esfriou. A Marlene se isolou muito, hoje em dia eu tenho pouquíssimo contato com ela. Falamos muito raramente pelas redes sociais. Agora tenho mais contato com a Xuxa", afirma.

"Ela exigia muito, mas me ensinava muito também. Acho que ela foi muito grossa comigo em alguma momentos, com outras pessoas também. Mas, quando você conhecia a Marlene mesmo, ela era uma pessoa completamente diferente", conta Veiga, relembrando a fama de durona de Mattos.

"Parecia que era um personagem que ela vestia para fazer com que aquela engrenagem andasse, que precisava de alguém de pulso. Foi ela a responsável por eu ter me formado em Jornalismo. Ela virou para mim e disse que eu precisava me formar, fazer uma faculdade. Muito do que eu sou hoje devo a ela. Não posso negar sua importância na minha vida. Tinha um gênio de cão? Tinha! Mas ela me ensinou muito", falou, categórica, a ex-paquita em entrevista a Joana Di Carso, no Youtube, para a série "Foi Tão Bom".

Ao relembrar sua história na TV, que teve início quando tinha cerca de 12 anos, no Clube da Criança, ela diz que inventou a profissão de paquita, que só ganhou a dimensão conhecida atualmente quando Xuxa saiu da extinta TV Manchete.

"Quando mudou para a Globo ficou mega. Nos testes para escolherem novas paquitas, lembro que tinham cinco mil meninas inscritas. Dentro, eu não tinha a dimensão do que era fora", recorda-se.

Veiga revelou que o famoso uniforme das ajudantes de palco foi uma sugestão da mãe de Xuxa, porque a apresentadora tinha sido baliza na escola. Já o nome paquita surgiu de forma aleatória, segundo Veiga.

"A Xuxa perguntou meu nome e quando eu disse, ela falou 'aqui todo mundo tem nome estranho, vamos arrumar um apelido para você?'. Eu falei 'tá bom'. Tinha um papagaio no programa igualzinho ao Louro José que chamava paquito "aí ela falou 'fica paquita, a namorada do paquito'".