Praia de Pipa (RN) é destino ideal para quem aprecia aventura e contato com a natureza

Quatro dias conectado com as belezas da Praia de Pipa, no litoral do Rio Grande do Norte, foram suficientes para o jornalista Ranniery Melo se apaixonar definitivamente pelo lugar, pessoas e pelos passeios de aventura

Legenda: O pôr do sol da Lagoa de Guaraíras é um verdadeiro espetáculo
Foto: Foto: Ranniery Melo

Foi na base da surpresa. As férias estavam chegando, cada vez mais perto, e nada de eu decidir qual seria minha próxima viagem. Talvez, conhecer o litoral do Espírito Santo? Ou quem sabe, voltar a Buenos Aires? Ou então, uma passagem pelo Jalapão, bem que poderia recarregar as minhas energias... E foi em meio a tantas dúvidas que me apareceu uma solução arriscada, mas condizente com meu espírito aventureiro: contratar uma agência de viagens que escolheria meu destino, sem que eu soubesse com antecedência.

E deixando me guiar ao sabor do vento - e torcendo para que desse tudo certo - recebi a resposta dois dias antes de embarcar, com roteiro completo para conhecer a Praia de Pipa. Aqui, peço licença para os usos das acepções do nome dado àquele iluminado trecho do litoral potiguar.

A praia, na verdade, foi denominada dessa forma pelos portugueses, depois de enxergarem uma formação rochosa similar a um barril para vinhos.

Etimologias à parte, estar em Pipa é sentir-se em meio a inúmeros significados. A energia que rodeia o lugar vem acompanhada da simpatia e cuidados dos locais, assim como das surpreendentes belezas naturais a fácil alcance dos olhos.

Nascida a partir de uma vila de pescadores, Pipa ainda conserva uma aura de encantadora simplicidade, ainda que a intensa atividade turística tenha adaptado aquele trecho do município de Tibau do Sul com todos os equipamentos para garantir a comodidade dos visitantes.

Hospedagem

A forma como fui recepcionado por Pipa, mesmo que por mera coincidência, já me fazia prever o quanto aqueles quatro dias seriam prazerosos. A parede de fora do Carioca Hostel, no qual fiquei hospedado, trazia estampada as caricaturas de Jovelina Pérola Negra, Beth Carvalho, Dona Ivone Lara, Clementina de Jesus e Alcione, algumas de minhas intérpretes favoritas.

Legenda: O jornalista na fachada do hostel que traz um mural de imagens com intérpretes da música brasileira  
Foto: Foto: Ranniery Melo

A proximidade dos principais pontos para conhecer o lugar proporciona uma das minhas atividades preferidas em qualquer viagem: andar a pé, reparando com calma em cada ponto que me chame a atenção.

Na região do centro da vila, está a Praia de Pipa. Equipada com boa estrutura de quiosques e restaurantes, o local já proporciona uma boa dose das belezas oferecidas aos olhos. As formações rochosas no mar formam piscinas naturais ideais para tomar um banho.

Outro ponto da orla, também não muito distante, é a Praia do Amor, que fica a cerca de dez minutos de caminhada da Praia de Pipa. Com um mar um tanto mais agitado, é possível notar maior presença de surfistas no mar. Como opção além das barracas de praia, é possível alugar guarda-sol e cadeiras por R$ 25 para passar o dia todo descansando e aproveitando a vista.

Mirante

Por mais que você saia apaixonado pela experiência naquele ambiente, o nome de Praia do Amor é compreendido ao subir no Mirante do Chapadão, quando é possível ver perfeitamente o formato de coração da praia.

Legenda: No Mirante Chapadão avista-se a Praia do Amor, em forma de coração, bem como a rocha que dá nome à Praia de Pipa
Foto: Foto: Ranniery Melo

A propósito, o Mirante é outro ponto imperdível da viagem, que garante uma visão privilegiada de Pipa e da imensidão do mar que a rodeia. Dali, também é possível ver a rocha que deu nome à praia. O local fica a cerca de 20 minutos de caminhada da avenida central, embora a maioria dos visitantes inclua a visita nos roteiros turísticos contratados ou nos passeios de quadriciclos, que custam cerca de R$ 200, por pessoa.

Mas para aproveitar bem as praias da região é preciso ter uma atenção especial ao avanço das marés. A Baía dos Golfinhos, trecho à esquerda da Praia de Pipa, é cercada por grandes falésias e só se deixa ser acessada caminhando, quando o mar está em seu nível mais afastado. Ali contemplei e vivi uma exuberante sutileza formada pela natureza, o surpreendente encontro com golfinhos durante o banho de mar, algo comum naquela região.

Legenda: O acesso à Baia dos Golfinhos só se dá com a maré baixa
Foto: Foto: Ranniery Melo

Seguindo meu instinto um tanto audacioso, o roteiro me reservou ainda uma manhã de arvorismo com tirolesa. Atividade que exige certa força nos braços e pernas, mas compensada pela profusão de um trecho de Mata Atlântica com o mar ao fundo à vista dos olhos. Na avenida principal de Pipa há empresas que oferecem pacotes para a experiência.

A uma distância um pouco mais afastada, a Lagoa de Guaraíras é mais um destino inesquecível para presenciar um incrível (sem exageros) pôr do sol, com o alaranjado do céu cobrindo as águas até o completo anoitecer. Tudo pode ser visto sentado na mureta da estrada. Para chegar até lá, é possível ir de táxi, ou mesmo com as vans que partem do centrinho, a R$ 2,80.

Experiências

Caindo a noite, o local não para. Pelo contrário, a avenida principal ainda permanece lotada de visitantes que se dividem em restaurantes e festas dos mais diversos tipos e para todos os públicos. Há espaços para quem está disposto a deixar mais dinheiro. Não era o meu caso, o que não me impediu de estar em festas com entrada gratuita.

Na hora de comer, existe as mesmas possibilidades. Nos almoços e jantares optei por balancear entre os diversos tipos de restaurantes da avenida principal e, apesar de ter feito boas refeições em todos, confesso que meu paladar foi tomado naqueles de preços mais populares, com almoços a menos de R$ 20, com destaque para os restaurantes Jerimum e Dona Branca.

Ao fim dos quatro dias de viagem, posso dizer que lançar-se ao inesperado e se deixar levar pelas experiências, sem gerar grandes expectativas, podem resultar em momentos únicos. Em todo seu sopro natural de encantos, Pipa me trouxe a lembrança de que ainda há muito por se ver e por se descobrir.

Pipa gigante

Percurso

O voo entre Fortaleza e Natal dura cerca de uma hora. Chegando ao aeroporto, é preciso contratar um transfer na área de desembarque (em média de R$ 60), ou pegar um táxi (R$ 250 pelo taxímetro), já que o destino está a 95 km do aeroporto (uma hora e meia). Para quem preferir ir de carro, a distância é de 573 km, ou seja, pouco mais de 8h de viagem.

Plano de viagem

A agência Instaviagem monta viagens surpresas a partir do perfil do cliente e com um preço pré-definido. O destino só é revelado dois dias antes do embarque, assim como todo o roteiro sugerido. As passagens, a hospedagem, o seguro viagem e, pelo menos, uma atividade no local já estão incluídos. Quatro dias em Pipa, por exemplo, custou cerca de R$ 1.500. Informações: instaviagem.com

Hospedagem perfeita

O Carioca Hostel fica a cerca de 300 metros da Praia de Pipa, com fácil acesso a pé à avenida principal. Com farto café da manhã, piscina e ambiente propício para a interação entre os hóspedes, as diárias custam entre R$ 40 e R$ 220. Destaque para a vista linda da praia na área do café e a boa música brasileira sempre soando nas áreas livres. Informações: www.cariocahostel.com.br

O paladar agradece

Apesar do tamanho, Pipa oferece restaurantes de todos os tipos e para todos os preços. Para o almoço, indico o Jerimum e a Churrascaria Dona Branca. Ambos com opções fartas a menos de R$ 20, com guarnições à vontade e duas opções de proteínas, temperadas pela acolhida e simpatia das proprietárias. Outra boa pedida são os crepes refinados do restaurante Aruman, ambiente intimista para um jantar tranquilo.

Arvorismo e emoção

É possível contratar diversos serviços para curtir, um deles são os quadriciclos, que custam entre R$ 190 e R$ 250. O arvorismo, terminando com uma tirolesa de 300 m de voo, já é indicado para pessoas com mais de 1,20 m, e sai a partir de R$ 100. O tour de Jeep passa pelas principais praias da região, incluindo Sibaúma, nascida de uma comunidade quilombola, e as Dunas de Cacimbinhas, onde há parada para o sandboard. O valor é a partir de R$ 120. As atividades incluídas na minha experiência foram feitas pela empresa Pipa Aventura. Informações: www.pipaaventura.com.br

Você tem interesse em receber mais conteúdo de entretenimento?