O programa "No colo de Jesus e de Maria", com o Pe. Marcelo Rossi, estreia hoje (25) na programação

A atração vai ao ar de segunda a sábado, das 8h às 9h

Rezar é verbo íntimo. Em meio às multidões ou no espacinho de tempo que se encaixa na rotina apressada, olhar pro céu exige decisão interna de quem pulsa a fé. Em um sutil paradoxo, para enxergar melhor é preciso fechar os olhos. O mergulho interior, no entanto, não tem a solidão como fator condicionante. Ao contrário. Estar com o outro pode fazer com que o encontro com o sobrenatural aconteça de maneira simples, como na insistência em cumprir pontualmente o compromisso ao pé do rádio.

Padre Marcelo Rossi doa com inteireza parte do seu tempo àqueles que o ouvem por meio de rádios espalhadas pelo Brasil. A partir de hoje (25), as manhãs dos ouvintes da rádio FM 93 passam a ser contempladas pelas reflexões e orações do padre no programa "No colo de Jesus e de Maria", transmitido de segunda a sábado. "Estou muito feliz de estar nesse horário abençoado. Sentia falta desse convívio diário", celebra o padre.

De acordo com Marcelo Pitanga, coordenador das rádios do Sistema Verdes Mares, o programa chega para elevar as manhãs da emissora cearense, assim como acontece com a pernambucana Recife FM, do mesmo grupo de comunicação.

"É a palavra de Deus sendo transmitida diariamente", comemora Marcelo Pitanga
.

A atração possibilita o contato direto dos ouvintes com o sacerdote que atende ligações no ar.

Duas décadas de missão

Padre Marcelo Rossi nasceu em Santana, no interior paulista, e chegou a se formar em Educação Física. No entanto, voltou a vida para o caminho da religião no ano em que sofreu perdas familiares. "O encontro com Deus me trouxe a paz que eu havia perdido", declarou à época. Em 2019, ele completa 25 anos de sacerdócio. Sua voz se multiplicou a cada ano de missão. O primeiro CD, "Músicas para louvar o Senhor", lançado em 1998, vendeu 4 milhões de cópias. O trabalho de evangelização se solidificou nos álbuns que se seguiram, nos filmes lançados e nas publicações literárias, iniciadas com o livro "Ágape", de 2010.

Pela trajetória como evangelizador moderno, no mesmo ano recebeu do papa Bento XVI, no Vaticano, o Prêmio Van Thuan 2010 - Solidariedade e Desenvolvimento.