Morre o pesquisador Jesús Martín Barbero aos 83 anos

O colombiano é uma das principais referências da Comunicação Social; as causas da morte ainda não foram divulgadas

Legenda: Barbero foi professor em instituições de ensino de diversos países, incluindo o Brasil
Foto: Julio Albarrán

O pesquisador Jesús Martín Barbero faleceu neste sábado (12) aos 83 anos, segundo informações do El País. O colombiano, original da Espanha, é um dos mais importantes teóricos da Comunicação Social.

Conforme a publicação, o falecimento foi confirmado nas redes sociais por jornalistas e pessoas próximas ao também filósofo, professor e escritor. As causas da morte ainda não foram divulgadas oficialmente.

Babero nasceu na Espanha, mas mudou-se para a Colômbia em 1963, estabelecendo-se no país desde então e recebendo a cidadania colombiana posteriormente.

Em 1975, fundou o curso de Comunicação Social da Universidad del Valle. Também foi professor em instituições de ensino no Brasil, México, Peru, Argentina, Porto Rico, Alemanha, Espanha, Estados Unidos e Inglaterra.

Entre as obras de Babero destacam-se ‘Da mídia às mediações’, ‘Comunicação de massa: discurso e poder’, ‘Televisão e melodrama’, ‘Escritório do cartógrafo’ e ‘Mapas noturnos e pré-textos: conversas sobre comunicação e seus contextos’.

Repercussão

A partida do teórico gerou uma onda de mensagens nas redes sociais. Um dos primeiros a confirmar a morte de Babero, o pesquisador argentino Carlos Scolari ressaltou que Babero foi "um pensador único e indispensável que marcou várias gerações, não só no campo da comunicação”.

O jornalista e professor colombiano Mario Morales descreveu Jesús Martín Barbero como "sábio, paciente, irreverente e lúcido".

Entidades, como o Ministério da Cultura da Colômbia, também lamentaram a morte do comunicador e ressaltaram a sua contribuição.

Você tem interesse em receber mais conteúdo de entretenimento?

Assuntos Relacionados