Historiador Daniel Walker morre em Barbalha aos 71 anos

Walker era um dos maiores pesquisadores de Padre Cícero

Legenda: Historiador Daniel Walker
Foto: FOTO: ELIZANGELA SANTOS

O historiador e professor Daniel Walker Almeida Marques morreu nesta quinta-feira (11) em Barbalha. Ele tinha 71 anos e estava internado no Hospital Santo Antônio, onde passava por tratamento contra um câncer

Daniel Walker nasceu em Juazeiro do Norte, era jornalista, radialista e exerceu o magistério como professor adjunto da Fundação Universidade Regional do Cariri (Urca). Era um dos maiores estudiosos da História de Juazeiro do Norte de Padre Cícero. O historiador era casado e deixa dois filhos. 

O velório acontece na Sala Ternura do Centro de Velório Anjo da Guarda, em Juazeiro do Norte, com sepultamento às 09h30 desta sexta-feira (12), no Cemitério Parque Anjo da Guarda, após celebração de missa de corpo presente. 
 

Trajetória marcada pela pesquisa

Daniel, além de pesquisador, fundou, no dia 1° de maio de 2008, o Portal de Juazeiro, site que reúne fatos importantes da terra do Padre Cícero, fotos históricas e relembra personagens importantes do município. 

Em 2017, lançou seu último livro. Com 300 páginas, "A Praça Padre Cícero" traz depoimentos e fatos marcantes sobre um dos importantes cartões postais da cidade.

Como radialista, iniciou suas atividades apresentando o noticiário do Serviço de Auto divulgação Salesiana, que funcionava no Colégio Salesianos. Profissionalmente, começou no Serviço de Alto-falantes Ciceropolis, como locutor e redator de notícias. Depois, foi colaborador e repórter de diversos veículos locais.

Sua carreira de professor começou em 1971, ensinando Ciências no Colégio Estadual de Juazeiro do Norte, que no ano seguinte se tornou o Centro Educacional Professor Moreira de Sousa. 

Em 1982, ingressou no quatro de professores da Faculdade de Filosofia do Crato, atual Universidade Regional do Cariri, lotado no curso de Biologia, onde se aposentou em 2001.

Tem mais de 50 publicações, entre biografias, livro infantis, e  muitos voltados à história de Juazeiro do Norte e do Padre Cícero.

Colaboração: Antônio Rodrigues