‘Globo Repórter’ visita recantos do sertão nordestino

Em programa inédito gravado antes da pandemia, ‘Globo Repórter’ passa por quatro estados brasileiros

O repórter José Raimundo e a equipe do ‘Globo Repórter’ no Pico do Barbado, o ponto mais alto do Nordeste
Legenda: O repórter José Raimundo e a equipe do ‘Globo Repórter’ no Pico do Barbado, o ponto mais alto do Nordeste

Antes da pandemia de coronavírus impedir deslocamentos e promover o distanciamento social, o ‘Globo Repórter’ visitou cenários de Bahia, Pernambuco, Alagoas e Sergipe pouco conhecidos até pelos nordestinos. O material deu origem a um programa inédito, que vai ao ar nesta sexta-feira, dia 2.

As margens do Lago de Sobradinho, onde a terra seca do sertão baiano dá lugar a um mar de água doce, têm praias cristalinas. Perto de Petrolina, regiões de solo fértil são propícias para a multiplicação de árvores frutíferas. E em alguns lugares ainda é possível encontrar a onça da caatinga e a arara azul, quase extintas.

“Vamos mostrar um sertão cheio de surpresas, que se alegra em um ano bom de chuva. Um sertão de riachos transbordando, de terra molhada, prosperidade, fartura e de muita beleza. Um sertão que tem um mar de água doce e que esconde praias desertas, um paraíso secreto. Vamos contar histórias de sertanejos que são exemplos de resistência e bravura. Histórias de um sertão selvagem, que tenta preservar raridades da sua fauna. Um sertão rico e fascinante em todos os sentidos”, conta o repórter José Raimundo.

Você tem interesse em receber mais conteúdo de entretenimento?

Assuntos Relacionados