Gêmeos de Paulo Gustavo fazem participação especial no filme "Minha Mãe é uma peça 3"

A produção cinematográfica brasileira estreia nesta quinta-feira (26) nos cinemas brasileiros

Legenda: O ator compartilhou uma foto com os filhos celebrando a noite de Natal.
Foto: Reprodução/Instagram

Os filhos do ator Paulo Gustavo, Romeu e Gael, fazem uma breve participação no filme "Minha Mãe é uma peça 3", que chega as salas de cinema nesta quinta-feira (26). A cena foi gravada em uma rua de Los Angeles. "Eu fiz isso para poder eternizar um momento e homenageá-los. Tenho certeza que, quando eles crescerem, meus filhos vão se divertir assistindo ao filme", disse o ator em entrevista ao Jornal O Globo.

Durante a entrevista, Paulo Gustavo também revelou que a terceira parte do filme encerrará o projeto cinematográfico estrelado pela personagem Dona Hermínia. Mas os fãs da saga "Minha Mãe é Uma Peça" ainda poderão rir com a história do filme, que se transformará em um seriado produzido pela GloboPlay. "Não penso no filme 'Minha mãe é uma peça 4'. Mas vai virar seriado, né? E, no seriado, vamos explorar não só a relação da Dona Hermínia com os filhos, mas com o mundo", afirmou. 

O filme "Minha Mãe é uma peça 3" foi inspirado na vida pessoal de Paulo Gustavo. O casamento de Juliano (personagem de Rodrigo Pandolfo), filho de Dona Hermínia, foi inspirado na união de Paulo com o dermatologista Thales Bretas. Enquanto a gravidez de Marcelina (personagem de Mariana Xavier) foi inspirada na chegada dos filhos do ator e do dermatologista, nascidos em agosto deste ano. Romeu e Gael foram concebidos via inseminação artificial por meio de duas barrigas de aluguel nos Estados Unidos.

Com o nascimento dos filhos, Paulo diz ter se tornado uma pessoa transformada com novos olhares para o mundo. "Agora, olho sempre para onde meus filhos olham, obviamente. E, em algum momento, vou levar isso para os meus trabalhos, pois eu gosto mesmo de falar das minhas experiências", afirmou.

O último filme da saga "Minha Mãe é uma peça" será lançado entre as estreias de  "Star wars: ascensão skywalker" e "Frozen 2", mas o ator acredita que isso não irá prejudicar o sucesso da produção brasileira. "Acho que nós, artistas, temos que lutar para ficarmos protegidos e blindados disso. O público também pode nos ajudar ao prestigiar cada vez mais o cinema nacional", disse. 

Você tem interesse em receber mais conteúdo de entretenimento?