Fotógrafo e professora aposentada reúnem comunidade para construir biblioteca no interior do CE

Com o projeto, Chico Gomes e Ivoneide Alves buscam otimizar nos distritos do município de Caridade o acesso à leitura e à arte

Foto: Arte: Lincoln Souza

Tijolos erguem alicerces. Sonhos também. O do fotógrafo Chico Gomes surgiu há cerca de cinco anos e está intimamente ligado com o do próprio tio, Frivaldo Uchoa. Era desejo dele construir uma biblioteca comunitária em um dos distritos de Caridade, município do interior do Ceará. O local – especificamente a comunidade de Várzea Redonda – era para onde Chico viajava durante as férias da infância e adolescência. Agora, o sonho está se concretizando.

“Foi onde nasceu minha mãe e que vai ser umas das localidades beneficiadas com a biblioteca”, detalha o cearense. Felizmente, ele não está sozinho. A professora aposentada Ivoneide Alves, 52, também encampou a ideia e fez com que familiares e moradores do entorno colocassem, literalmente, a mão na massa. Juntos, durante a pandemia, eles ergueram as paredes do que virá a ser o equipamento cultural, sediado no distrito de Pedra Branca.

Legenda: A professora aposentada Ivoneide Alves e familiares estiveram juntos na construção da biblioteca
Foto: Arquivo pessoal

Segundo Chico, a necessidade de um espaço dedicado à leitura está relacionada à promoção de oportunidades. Várias crianças e adolescentes do lugar não possuem condições para realizar pesquisas e trabalhos escolares, muito menos ter acesso a livros. A  Biblioteca Tio Frivaldo – como se chamará o recinto – chegará, assim, feito aguaceiro em terra boa: produzirá frutos que darão mais frutos.

“A construção do espaço está finalizada, faltando apenas alguns ajustes, a exemplo da pintura. Tudo foi financiado pela própria Ivoneide e família”, enfatiza o fotógrafo. 

Legenda: Com a construção concluída, no momento a biblioteca necessita de pintura, mobiliário e mais livros
Foto: Arquivo pessoal

Apesar de o projeto estar bem adiantado, é preciso ainda adquirir três mesas, aproximadamente 10 estantes e um projetor – este voltado para uma das ações da casa, a “Sexta-feira com cinema”. A proposta é exibir bons filmes na parede branca do local, reunindo moradores da comunidade em sessões de aprendizado e entretenimento.

Contribuir com a educação

Alfabetizadora durante 28 anos, Ivoneide Alves não esconde a satisfação pelo andamento do trabalho. Mesmo aposentada, ela pretende seguir contribuindo com a educação por meio de projetos de leitura desenvolvidos na biblioteca comunitária.

“O espaço físico foi construído apenas com a ajuda de familiares, mas vejo a necessidade de criar uma parceria com o poder público. Assim, tocaríamos o projeto e contribuiríamos ainda mais com a educação do município”, torce.

Legenda: Foi durante a pandemia de Covid-19 que a comunidade ergueu as paredes do que virá a ser o equipamento cultural, sediado no distrito de Pedra Branca
Foto: Arquivo pessoal

Para ela, a cultura, a arte e a educação podem ser desenvolvidas de forma prazerosa e deslumbrante. A biblioteca, portanto, ajudará a explorar as habilidades de crianças, jovens e até mesmo adultos. A leitura será apenas um dos componentes a serem trabalhados. Com ela, pesquisas, jogos e expressões artísticas também deverão compor o roteiro de atividades.

“É usar a ludicidade como ferramenta para atingir nossos objetivos”, destaca a professora, cuja casa onde reside divide parede com a biblioteca. “O meu maior sonho, em primeiro lugar, é terminar de montar o local. Ainda faltam mesas, prateleiras, cadeiras, entre outras coisas. O segundo é vê-lo realmente funcionando, beneficiando a comunidade em geral”.

Legenda: Já construída, a biblioteca será inaugurada no meio deste ano e ajudará a explorar habilidades artísticas de crianças, jovens e até mesmo adultos
Foto: Arquivo pessoal

Serão seis os distritos de Caridade contemplados pelo equipamento: Pereiros, Várzea Redonda, Várzea Comprida, São Domingos, Nambi e Pedra Branca. Chico Gomes acredita ser essa uma ação pioneira no município, a partir de iniciativa da própria população. 

“Temos certeza de que a existência de uma biblioteca terá um grande impacto na construção do saber de quem mora nessas comunidades. Vai alavancar o desenvolvimento cultural de todos os moradores, como também dos arredores”.
Chico Gomes
Fotógrafo

Acervo em construção

No momento, o acervo conta com dois mil livros e apostilas. Gomes, porém, conseguiu outros 1500 – ainda encaixotados na casa do fotógrafo para posterior transporte até lá. Muitas obras são seminovas, mas bem conservadas. Quanto aos gêneros, cabe de tudo: desde best-sellers e romances até livros de autoajuda, paradidáticos, poesia e técnicos.

Aos interessados em doar exemplares, Chico Gomes disponibiliza o endereço da própria residência: Rua Vinícius de Moraes, 1846, Vila Manoel Sátiro. É lá que ele embala todos os títulos para levar até Caridade. “Posso também, dependendo da quantidade, ir pegar onde mora o doador”, diz.

Legenda: No momento, o acervo da casa conta com dois mil livros e apostilas; Chico Gomes, porém, conseguiu outros 1500 exemplares
Foto: Arquivo pessoal

“Quanto ao mobiliário, ainda é um gargalo para resolvermos. Ivoneide tinha três estantes na casa dela e já colocou na biblioteca, mas ainda temos muitos livros encaixotados precisando serem expostos. Acredito que se conseguirmos mais dez estantes, vamos acomodar praticamente todas as obras que já temos”, completa.

Ainda quanto à estrutura, além dos itens já citados, está no planejamento adquirir um pequeno birô com cadeira – a fim de acomodar a pessoa que vai atender os usuários da biblioteca; e um pequeno arquivo para as fichas de controle dos empréstimos. No geral, o conceito da casa é ser um local onde todos se sintam bem, com uma boa luz natural na entrada favorecendo o brilho do conhecimento.

Prestes a abrir

Chico e Ivoneide pretendem inaugurar a Biblioteca Tio Frivaldo no meio deste ano. Todas as comunidades beneficiadas com o equipamento serão convidadas, bem como um artista para realizar performance, declamação poética ou alguma outra apresentação relacionada ao universo da leitura.

Legenda: Fachada temporária da Biblioteca Tio Frivaldo: em breve, novos ares para o equipamento
Foto: Arquivo pessoal

Inclusive, além do já mencionado “Sexta-feira com cinema” – realizado a partir de DVDs da coleção pessoal de Chico – outro projeto desenvolvido no local serão saraus de poesia. Poetas de vários lugares estarão na biblioteca incentivando pessoas a também escreverem os próprios poemas, com posterior leitura em público. Ao longo de toda a trajetória da casa, muitas outras ações feito essa estão sendo idealizadas.

“Tanto Ivoneide quanto eu estamos muito felizes com essa realização. Só a leitura e a educação podem alavancar o desenvolvimento”, conclui Chico Gomes.


Serviço
Doação de livros para a Biblioteca Tio Frivaldo, no distrito de Pedra Branca, Caridade (CE)
Tratar com o fotógrafo Chico Gomes. Endereço: Rua Vinícius de Moraes, 1846, Vila Manoel Sátiro. Contato pelas redes sociais (instagram e facebook)

Você tem interesse em receber mais conteúdo de entretenimento?