Festival Varilux de Cinema Francês tem abertura oficial; programação segue em junho

Evento de estreia aconteceu no Rio de Janeiro; em Fortaleza, exibições do filme acontecem em quatro cinemas

Legenda: Durante estreia, delegação francesa se reuniu no palco do Cine Odeón para registrar o momento
Foto: Mylena Gadelha

O cinema francês abre espaço mais uma vez no Brasil. Agora na 10ª edição, o Festival Varilux de Cinema Francês 2019 teve o pontapé inicial dado no Rio de Janeiro na noite desta quinta-feira (6). Com programação em 80 cidades brasileiras, incluindo Fortaleza, ele segue até o dia 19 de junho. 

Por aqui, na Capital cearense, as sessões são realizadas no Cineteatro São Luiz, Cinépolis RioMar, Cinema do Dragão e no Del Paseo. Ao todo, 18 filmes estarão em cartaz, trazendo as características clássicas das produções francesas: enredos com uma delicadeza típica e um estilo franco de mostrar as cenas em tela.

Estreia
Em uma noite com direito a exibição de um dos filmes selecionados, o festival reuniu mais de 600 pessoas em uma sala no Cine Odeón, localizado no centro da cidade carioca.

“Mon Inconnue”, traduzido como “Amor à Segunda Vista” no Brasil, foi o longa escolhido para o marcar a noite de estreia do evento. Os protagonistas, François Civil e Joséphine Japy, integrantes da delegação francesa que vieram às terras brasileiras para divulgação, comentaram sobre o processo de montagem do filme e das peculiaridades da história.

Legenda: François Civil e Joséphine Japy subiram ao palco do evento para falar da produção do filme
Foto: Mylena Gadelha

O filme perpassa o enredo do casal Raphaël e Olivia, que se conhecem ainda jovens, na escola. Porém, um dia tudo muda e Raphaël se vê na busca para tentar recuperar a esposa e tudo que já havia conquistado. “Acredito que o fato de seguir esses personagens durante dez anos em cena e ver a evolução dos mesmos foi o que mais me chamou a atenção no roteiro logo de cara, além de que, claro, a história é muito bonita. Me emocionei muito assim que tive o primeiro contato com ela”, comentou Joséphine.

Para François, também no elenco de “Quem Você Pensa que Sou?”, outro filme do Festival, fazer parte da comissão que chegou ao Brasil foi uma experiência interessante. “É minha primeira vez na América do Sul. Ficamos muito felizes e surpresos quando o filme foi aceito no festival e o visual tem sido muito incrível por aqui”, comentou, aos risos, em entrevista concedida à beira-mar em Ipanema.

Expectativa
Agora, o festival segue nas outras cidades do país e a programação completa está disponível no site oficial (variluxcinefrances.com). Segundo a organização do evento, o esperado é que pelo menos um milhão de espectadores compareçam às sessões do Varilux este ano.

(A repórter viajou a convite do Festival)

Você tem interesse em receber mais conteúdo de entretenimento?

Assuntos Relacionados