Fagner diz que governo Bolsonaro passa 'impressão de amadorismo"

Declaração foi dada durante o programa “Conversa com Bial” da TV Globo

Legenda: Fagner conversou sobre política, música e futebol
Foto: Reprodução TV Globo

O cantor Raimundo Fagner afirmou em entrevista ao jornalista Pedro Bial, no programa “Conversa com Bial” da madrugada deste sábado (8), que está “frustrado” com o governo do presidente Jair Bolsonaro. O cantor disse que depois de seis meses de governo não esconde a sua decepção.  

“Tem horas que parece que ele continua na campanha, que ele não combina com a turma dele. Tá sempre tendo um disse-me-disse. Frustra um pouco. Passa uma impressão de amadorismo”, afirmou Fagner quando o assunto foi política. 

Sobre o motivo pelo qual votou em Bolsonaro, Fagner afirmou que no momento da campanha queria mudança. “No final da campanha começaram a exibir fotos minhas com camiseta do 13. Então, desmenti e afirmei. Eu estava querendo essa mudança.” 

Ainda sobre o atual governo de Bolsonaro, Fagner afirmou: “Ele não disse que é presidente de todos os brasileiros? Então não é o momento de ficar provocando, ele já fez isso na campanha”, criticou.

Durante a entrevista, Fagner elogiou o ministro da Justiça, Sérgio Moro, para quem o cantor já chegou, inclusive, a dedicar uma canção. 

Lei Rouanet 

Crítico da Lei Rouanet, Fagner foi perguntado por Bial sobre o uso de dinheiro público em sua biografia. “Quando eu critiquei, acho que foi por causa dos valores altos. Esse livro eu também não sabia, quando soube já tinham pedido”.