Escritoras se reúnem em projeto especial de Dia da Mulher

Projeto Palavras reúne surpresas musicais, cordel, recitais e contações de histórias no mês de março

Esta é uma imagem de Julie Oliveira
Legenda: Julie Oliveira apresenta recital poético-musical ao lado do músico Patrick Lima
Foto: Patrick Lima

Vozes femininas da literatura cearense se reúnem de 11 a 17 de março para narrar suas experiências, contar histórias e debater questões do universo literário, em uma programação especial do Projeto Palavras, em alusão ao Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março.

Durante duas semanas, a iniciativa convida três escritoras para discussão do tema de forma virtual, pelo Instagram.

A ideia é potencializar a presença das vozes femininas na literatura durante o mês de março, mas também destacá-las ao longo de todo projeto, que se estende até junho, explica a curadora do Projeto Palavras, Julia Barros.

A programação estreia na próxima quinta-feira (11), com a autora Mara Monteiro, a qual compartilha com o público sua trajetória como escritora e contadora de histórias. 

“É uma maneira de contribuir para quebrar essa desigualdade e colaborar para uma sociedade mais unânime, desigual, em relação ao gênero”, diz Julia Barros.

Na sequência, o Projeto Palavras recebe a cordelista Julie Oliveira, a qual realiza, em 16 de março, um recital poético-musical ao lado do músico Patrick Lima. A apresentação será embalada por timbres da viola sertaneja aliados também a recursos sonoros digitais modernos. 

“(Há) não só de textos meus como autora, como mulher cordelista, mas também há a presença de textos de outras mulheres cordelistas. A gente fez questão de trazer nas minhas apresentações. Uma maneira de jogar luz no trabalho dessas mulheres, o que essas mulheres criam, que são coisas muito preciosas, muito incríveis e muito engajadas”, diz a cordelista. 

Esta é uma imagem de Julie Oliveira
Legenda: Julie Oliveira apresenta recital poético-musical ao lado do músico Patrick Lima
Foto: Patrick Lima

Para o repertório, a escritora optou por recitar trabalhos autorais e de outros autores e autoras. Atuante em um movimento feminino de cordéis, Julie apresenta no Projeto Palavras textos que abordam a luta histórica das mulheres por espaço em todas as áreas da sociedade. 

“Infelizmente, também existe, nesse lugar da poesia, o machismo. Existe preconceito, existe opressão”, relata Julie.

A programação convida ainda a atriz, professora e contadora de histórias Soraia Falcão, que apresenta uma mescla de arte dramática, música e cultura popular para debater sobre a importância da oralidade na difusão literária. A apresentação acontece no dia 17 de março, a partir das 19h, no Instagram do Projeto Palavras.

“Chamo as mulheres e os homens para participar dessa programação. Colocar dentro dos seus projetos, na sua caminhada, colocar essas mulheres nesse lugar de poder, neste lugar de equilíbrio. Esse mês a gente vai tá potencializando a voz das mulheres e até junho a gente continua potencializando a voz das mulheres e de outros autores também. Compreendendo que essa é uma maneira de ter uma sociedade mais justa”, convida Julia Barros.

 

Você tem interesse em receber mais conteúdo de entretenimento?