Escritora Lya Luft morre aos 83 anos

Ela publicou sucessos literários como "Perdas e Ganhos", "Pensar é Transgredir" e "As Parceiras"

Lya Luft
Legenda: A autora faleceu na pópria casa enquanto dormia
Foto: Agência Brasil

A escritora Lya Luft morreu, na madrugada desta quinta-feira (30), aos 83 anos na própria casa, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, conforme informou a filha, Suzana Luft. As informações são do portal G1

Diagnosticada há sete meses com câncer de pele em estado avançado, ela estava internada, mas pediu para retornar para casa antes do Natal. Ainda segundo a filha, Lya morreu enquanto dormia. O velório deve ser restrito aos familiares.

A Academia Riograndense de Letras se manifestou sobre o falecimento: "Comunico falecimento da Lya Luft, nossa escritora do ano, nesta madrugada. Nossa homenagem chegou em tempo e trouxe alegria aos seus últimos dias", declarou o presidente da entidade, Rafael Bán Jacobsen.

Carreira da escritora

Incentivada pelos pais, descendentes alemães, a desenvolver o hábito da leitura ainda na infância, ela se tornou uma das principais escritoras e tradutoras do Brasil. 

Possuía mestrado em Linguística e Literatura Brasileira, e lecionou em universidades, além de escrever para  colunas nas principais publicações jornalísticas do País. Lya também foi patrona da Feira do Livro de Porto Alegre.

Ela publicou sucessos literários como "Perdas e Ganhos", "Pensar é Transgredir" e "As Parceiras". O último livro foi lançado em 2020, chamado "As Coisas Humanas".

Lya chegou a sofrer um infarto agudo do miocárdio, em 2019, e ficou internada para um procedimento cardiológico em Porto Alegre.

Você tem interesse em receber mais conteúdo de entretenimento?