De mortes a pedofilia, relembre outras tragédias e polêmicas com o elenco de 'Glee'

A própria atriz Naya Rivera, agora desaparecida, foi presa e acusada de agredir seu marido Ryan Dorsey

Esta é uma imagem do elenco de Glee
Legenda: Relembre tragédias que assolaram o elenco de Glee
Foto: Reprodução

O desaparecimento da atriz Naya Rivera, 33, tem mexido com muita gente que se mostra preocupada e surpresa com o fato. A atriz teve "morte presumida" pelas autoridades que agora aguardam o corpo emergir à superfície para encontrá-la.

Porém, essa não é a primeira tragédia que acontece com alguém do elenco da série "Glee" da qual Naya fez parte. No casting da série já aconteceram mais mortes, casos de violência e até de pedofilia.

Em novembro de 2017, a própria atriz Naya Rivera, agora desaparecida, foi presa e acusada de agredir seu marido Ryan Dorsey com quem teve um filho. Ela pagou uma fiança de US$ 1 mil (R$ 5.380 pelo dólar de hoje) e foi liberada.

A atriz Samantha Marie Ware já disse que a atriz norte-americana Lea Michele, também da série, transformou a vida dela em um inferno. Era a estreia de Samantha na TV. De acordo com ela, Lea a atrapalhou muito. Após uma postagem de Lea recriminando a morte de George Floyd, a colega de set a atacou pelo Twitter.

"Rindo muito. Você se lembra de quando fez do meu primeiro trabalho na TV um inferno? Porque eu nunca vou esquecer. Acho que você disse para todo mundo que, se tivesse a oportunidade, 'cagaria na minha peruca', entre outras pequenas agressões traumáticas que me fizeram me questionar sobre a carreira em Hollywood", escreveu.

Além disso, o ator Mark Salling, o Noah de "Glee", morreu em 2018. O corpo dele foi descoberto pendurado em uma árvore perto do rio Los Angeles. Ele era acusado de ter pornografia infantil em sua posse. Inclusive, foi preso em 2015. Em 2013 também havia sido acusado de agressão sexual por uma ex-namorada.

O ator Cory Monteith, que interpretava o protagonista Finn Hudson na história, foi encontrado morto em 2013 em um hotel no Canadá. Ele injetou heroína no sangue.

A atriz Becca Tobin, que viveu a Kitty de "Glee", também sofreu um abalo emocional. O namorado dela foi encontrado morto em um hotel na Filadélfia (EUA). A causa da morte nunca foi revelada, mas acredita-se que ele teve um infarto fulminante aos 35 anos.

Mas as tragédias e polêmicas não param por aí. Em 2010, os atores Cory Monteith, Lea Michele e Dianna Agron fizeram um ensaio sensual para uma revista. O ensaio foi rotulado como próximo da pedofilia. Isso porque as atrizes, que na época tinham 24 anos, apareciam vestidas como estudantes em poses provocantes.