Da acessibilidade à melhor idade: conheça os filmes das Mostras Sociais do Cine Ceará 2020

Entre os gêneros explorados, estão animação, drama e documentário; exibições acontecem de 5 a 11 de dezembro

Legenda: Os três longas aprofundam, a partir de diferentes perspectivas, temas instigantes e repletos de magia
Foto: Divulgação

Responsáveis por anualmente reunir um público especial nas sessões, os filmes das Mostras Sociais do 30° Cine Ceará - Festival Ibero-americano de Cinema tiveram os títulos divulgados.

No total, três longas aprofundam, a partir de diferentes perspectivas, temas instigantes e repletos de magia, integrando as mostras O Primeiro Filme a Gente Nunca Esquece, Melhor Idade e Acessibilidade.

Em formato híbrido para atender à necessidade de manter o isolamento social devido à pandemia de Covid-19, as mostras serão exibidas na TV Ceará, de 5 a 11 de dezembro. Entre os gêneros explorados, estão animação, drama e documentário.

Abaixo, confira mais informações sobre cada trabalho.

Mostra O Primeiro Filme a Gente Nunca Esquece

Foto: Divulgação

O filme a ser exibido nesta mostra é “Os Under-Undergrounds, O Começo” (Animação. 100’. Brasil. 2018), do cineasta Nelson Botter Jr.. Dedicado ao público infantil, o longa-metragem conta a história do jovem Heitor Villa-Lobos, expulso de sua banda por ter orelhas consideradas chamativas demais. Após cair em um bueiro, ele vai parar em um desconhecido mundo subterrâneo.

Mostra Melhor Idade

Foto: Divulgação

Voltada para os que têm muita história de vida para contar, a mostra exibe “Violeta ao fim” (Violeta al fin. Drama. 87’. Costa Rica-México. 2017). Dirigido pela cineasta costarriquenha Hilda Hidalgo, o filme narra a história de Violeta, uma mulher de 72 anos, recentemente divorciada. Ela mora sozinha na casa de infância, cuidando de um exuberante jardim tropical e planejando transformar a propriedade em uma pensão. Quando descobre que o banco está prestes a tomar sua casa, Violeta quebra todas as regras para manter o lar e a liberdade.

Mostra Acessibilidade

Foto: Divulgação

Com legenda descritiva, a mostra exibe o filme “Um dia para Susana” (Documentário. 85’. Brasil. 2018), dos diretores Rodrigo Boecker e Giovanna Giovanini. O longa conta a história de superação da triatleta Susana Schnarndorf, que, mesmo diagnosticada com uma doença degenerativa, permaneceu ligada ao esporte. Apesar do avanço de sua condição, ela seguiu com os treinos para competir nas Paralimpíadas de 2016.

Serviço
30° Cine Ceará - Festival Ibero-americano de Cinema

De 05 a 11 de dezembro de 2020
Em formato presencial em Fortaleza, Ceará / on-line no Canal Brasil - no serviço de streaming Canais Globo, pela TVC, pelo canal do festival no Youtube e mídias sociais de parceiros.
Informações pelo site www.cineceara.com e pelas redes sociais (Instagram: @cineceara, Facebook: FestivalCineCeara). Contato pelo e-mail contatos@cineceara.com.

Você tem interesse em receber mais conteúdo de entretenimento?

Assuntos Relacionados