Cearensidade ganha a cena com Dani Gondim em papel de vilã na reta final de "Bom Sucesso"

Em entrevista ao Verso, a atriz cearense, intérprete da personagem "Patrícia" na novela global, fala sobre a experiência

Legenda: Na novela, a personagem de Dani (de azul) chega para atrapalhar o relacionamento dos protagonistas, interpretados por Romulo Estrela e Grazi Massafera

De Fortaleza para o mundo. Dani Gondim, atriz e modelo cearense, ganhou os holofotes da TV Globo interpretando Patrícia - uma das vilãs na novela "Bom Sucesso". Na reta final da obra, que termina no dia 24 de janeiro deste ano, a personagem gerou intriga e confusão para os protagonistas Paloma (Grazi Massafera) e Marcos (Romulo Estrela). "Bom Sucesso" é exibida desde 29 de julho de 2019, substituindo "Verão 90". A obra é escrita por Rosane Svartman, Paulo Halm e outros colaboradores.

Dani Gondim conta que o convite para participar da produção televisiva aconteceu durante uma viagem para Las Vegas. "Estava em uma despedida de solteiro de amigos. O produtor de elenco Fabio Zambroni me ligou falando da personagem e disse que haviam pensado em mim para o papel", revelou a atriz.

A cearense afirma que Patrícia teria passagem rápida na obra, mas que acabou crescendo com a força do enredo. "Ela entrou no núcleo dos vilões e agora foi para os mocinhos. A personagem é bem canastrona e acabou conseguindo circular por todos os núcleos da novela".

Esta é a terceira vilã na carreira de atriz de Dani Gondim. Na TV Globo, a primeira atuação dela fazendo maldades foi como a modelo Tábata, em Malhação (2013). Segundo a atriz, o novo papel é divertido.

"Patrícia tem um tom de humor. Nessa novela, faço o papel de uma jovem atriz mediana que está tentando entrar em ascensão em grandes produções. É divertidíssimo de ver. Eu sou uma vilã leve", comenta.

Apesar do papel em tom cômico, Dani Gondim afirma evitar a obrigação de "nordestino ser engraçado", mas diz que "nomes do Ceará dão essa aula de como ser engraçado, de brincar com o corpo e com a própria imagem na TV".

Rotina

Gravar "Bom Sucesso" não foi nada fácil na rotina de trabalho da cearense. Dani Gondim transita entre a vida de modelo e atriz. Compromissos como ensaios fotográficos, agendados de dezembro de 2019 a janeiro de 2020, precisaram ser reagendados para não chocar com os horários de gravações nos Estúdios Globo na TV Globo - no Rio de Janeiro.

"Fiquei um tempo pingando entre o Rio de Janeiro e o Ceará, período para finalizar as gravações. Dividi esse período com idas em Fortaleza para ver a minha família. Quando você entra em uma novela você fica cem por cento dedicado, naquele período, ao personagem. É um trabalho muito duro e de reclusão da vida pessoal", conta Dani.

Apesar de entrar apenas na reta final de "Bom Sucesso", a atriz se sentiu acolhida por todos. "Foram queridíssimos. A equipe foi muito bacana. Gravei com quase todos os diretores. Quando você pega uma novela andando é mais difícil pegar o bonde da história. É preciso entrar no tom do elenco. A novela é leve, cômica e aborda temas sérios com um tom calmo", explica.

Legenda: Em cliques nos bastidores, Dani Gondim mostra a rotina de gravações

O bom relacionamento é visível nas redes sociais da atriz. No Instagram, ela chegou a publicar o bom entrosamento com Grazi Massafera. Ela também publicou trechos de participações. Nos comentários das publicações, os fãs respondem a boa atuação da atriz com diversos emojis.

Nordestina

Dani Gondim deixou o lado cearense falar mais alto em alguns trechos de "Bom Sucesso". Em cena, o deitar em uma rede, chamou atenção nas redes sociais pela fala da personagem que dizia ser do Nordeste.

"A gente tinha que fazer uma cena em que a Patricia dormia numa rede. Pô, gente! Eu sou nordestina, dormir em rede é natural. Sugeri para o diretor deixar falar que era do Nordeste durante o diálogo da personagem. Também já consegui colocar tons do nosso sotaque", revela a atriz.

Sobre ser cearense, Dani Gondim destaca que nunca foi uma barreira profissional. "Ainda existe essa coisa do físico, mas é algo que está mudando. Cada vez mais, as pessoas entendem que o País é uma mistura. A novela tem rostos de todos os cantos do Brasil. A gente encontra um pouquinho de cada beleza regional".

Dividindo a moradia entre o Rio de Janeiro e Fortaleza, Dani conta que a formação em uma escola construtivista de Fortaleza foi essencial para o desenvolvimento social da vida como atriz. "Foi onde libertei toda minha veia artística. Fiz aula de artes e circo também. E preciso deixar as crianças mais livres para pensar de forma cultural. Eu tive isso".

Para 2020, Dani seguirá o primeiro semestre trabalhando com moda. "Já levei algumas marcas nacionais e estrangeiras para Áustria, Indonésia e Suíça". No coração, a saudade de Fortaleza. "É o meu lugar de recarga".

Você tem interesse em receber mais conteúdo de entretenimento?