Caetano Veloso celebra 78 anos com live inédita ao lado dos filhos

Cantor disse, em entrevista, que os fãs devem esperar para desfrutar de um repertório misto, com sucessos e músicas ainda pouco conhecidas

Caetano Veloso
Legenda: Caetano Veloso finalmente se rendeu às lives
Foto: Foto: Aline Fonseca

O músico Caetano Veloso se prepara para realizar a comemoração dos seus 78 anos com uma experiência inédita na  sua carreira. Nesta sexta-feira (7), às 21h30, o cantor realiza a sua primeira live, exclusiva no Globoplay e aberta para todo o público no Brasil e nos Estados Unidos.

A apresentação conta com a participação dos filhos do cantor, Moreno, Zeca e Tom, que se revezam entre violões e voz. Caetano canta ainda composições próprias dos filhos, ao lado de cada um deles.

"Adorei a live de Gil (a mais brilhante de todas, mostra de grande destreza musical) e fiquei comovido ao ver os filhos dele (dos quais gosto tanto) participando. Zeca esteve desde fevereiro aqui no Rio, perto. Moreno e Tom passaram tempos em fazendas, mas calhou de estarem de volta agora. Falei logo com eles que queria que eles participassem. Não tem quase nada do Ofertório. Eles vão tocar comigo muitas das músicas escolhidas para a live e eu vou cantar ao menos uma com cada um deles", contou Caetano.

Caetano afirma que o repertório da live pode sofrer mudanças até a hora da apresentação, mas contará ainda com duas músicas inéditas que compõem o setlist: "Talvez", gravada por Caetano e Tom, e “Pardo’, interpretada por Caetano.

"Recebo muitos recados e e-mails pedindo canções e até orientando se vou para o lado do material ultraconhecido ou se canto coisas que quase nunca cantei. Meu critério deveria ser exclusivamente este: o que eu posso fazer melhor? Mas tanto os sucessos consagrados quanto as coisas que tratam de temas mais adequados à situação de quarentena - além do desejo de cantar canções pouco ouvidas - abalam esse critério. Assim, o público pode esperar um misto dessas coisas todas.", revela.

Veloso revelou também que não enxergava a possibilidade de realizar uma live durante a pandemia. "Não achava que o que me era proposto fosse do meu feitio. Mas eu queria fazer. Acho graça de o assunto ter ficado tão falado. O fundamental, que é cantar, estar na companhia dos meus filhos e escolher canções, me dá prazer", contou.

O baiano disse ainda que produzir uma transmissão ao vivo não é semelhante a experiência de gravar um vídeo ou fazer um show diante de uma plateia. Embora o show virtual de sexta seja seu primeiro, Caetano já cantou nas lives de Teresa Cristina.

Caetano na quarentena

O músico tornou a leitura seu maior aliado durante o isolamento, hábito não só direcionado à literatura, mas principalmente aos jornais. "Fico horas com essas páginas enormes nas mãos e diante dos olhos. Leio praticamente todos os articulistas e a maioria das matérias. Isso cresceu bastante na quarentena", comenta.

Veloso aponta também que o humor foi fundamental  para suportar a quarentena. "Os tempos que vivemos não seriam apenas menos suportáveis sem Marcelo Adnet ou Gregório Duvivier: sem pessoas como eles, seriam obscuros, ininteligíveis, sem luz", acrescentou.

Serviço:

Live A Lenda
Data: Sexta-feira (7)
Horário: 21h30
Onde: Globoplay

Você tem interesse em receber mais conteúdo de entretenimento?

Assuntos Relacionados