Autópsia confirma que afogamento de Naya Rivera foi acidental

Autópsia também apontou que não há indicação de uso de drogas ou álcool pela atriz antes do afogamento

Legenda: Autópsia confirma que morte de Naya Rivera foi causada por afogamento acidental.
Foto: Reprodução/ Instagram

Uma autópsia realizada no corpo de Naya Rivera, 33 anos, por agentes do Escritório de Exames Médicos do Condado de Ventura, confirmou que a atriz da série Glee morreu por afogamento acidental. As informações foram divulgadas pela polícia de Ventura, na Califórnia, no início da noite desta terça-feira (14)

“O corpo passou por raio-x e por uma autópsia completa. As conclusões da autópsia são consistentes com um afogamento e as condições do corpo são condizentes com o tempo que ela submergiu”, diz um trecho da nota.

O documento afirma também que não há indicação, por parte das investigações, de drogas ou álcool envolvidos na morte Naya. As amostras colhidas da atriz, no entanto, serão submetidas a testes toxicológicos. 

Ainda segundo a polícia, nenhuma lesão traumática ou processos de doenças foram identificados na autópsia. 

O corpo de Naya, que ficou conhecida por interpretar Santana na série "Glee" (2009-2015), foi encontrado nesta segunda (13), no lago Piru. Após o resgate, a identidade da atriz foi confirmada por comparação de arcada dentária.

A Polícia de Ventura, na Califórnia, disse acreditar que Naya Rivera conseguiu tirar o filho de quatro anos da água, mas não teve força para se salvar e acabou se afogando no lago Piru. Segundo informado em coletiva de imprensa na tarde desta segunda-feira (13), a correnteza estava muito forte na quarta (8), dia em que a atriz desapareceu. 

A procura por Naya começou depois que o barco que ela havia alugado para passear com o filho não retornou ao ancoradouro. Funcionários encontraram a embarcação à deriva no lago, com a criança dormindo dentro. Josey estava com colete salva-vidas.


Assuntos Relacionados