Apesar do aparente abandono, SOP afirma que obras da Estação João Felipe continuam.

De acordo com a Superintendência de Obras Públicas (SOP), as equipes estão atuando na parte interna do prédio e a obra está 13% encaminhada.

SOP garante que a estação João Felipe segue em obras
Legenda: SOP garante que a estação João Felipe segue em obras
Foto: José Leomar

Reconhecida como patrimônio histórico e cultural, em âmbito federal e estadual, quem passa em frente a Estação Professor João Felipe hoje, não consegue perceber o tamanho do seu valor. A estação que teve obras de restauração iniciadas ainda em 2019, hoje, ao olhos de quem passa em frente ao local, aparenta abandono. Apesar da aparência, a Superintendência de Obras Públicas (SOP), responsável pela restauração, afirma que as obras no local continuam. 

A estação que desde agosto de 2019, até novembro do mesmo ano, passou por estudos preliminares para sua restauração, encontra-se com 13% das obras encaminhadas, de acordo com a SOP. O órgão também frisa em nota que “as obras do projeto Estação das Artes seguem em andamento normalmente”. 

Ao ser questionado sobre o aparente abandono das obras, a Superintendência destacou que “as equipes de trabalho atuam na parte interna do prédio e do terreno”, por isso a fachada não aparenta movimento. E completou que as equipes estão “obedecendo às normas sanitárias para o momento de pandemia, em serviços como as fundações de novo prédio anexo e recuperação da estrutura existente”, pontua. 

A previsão de conclusão da obra é no segundo semestre de 2021 e quando pronto fará parte dos equipamentos da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará (Secult).  

Estação das Artes 

O projeto orçado em R$ 63,7 milhões, que teve início em agosto do ano passado, tem o intuito de transformar a Estação João Felipe, na Estação das Artes. O projeto que é parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura de Fortaleza, contará com Mercado Gastronômico, Mercado das Artes, Pinacoteca do Estado, sede do Instituto Nacional do Patrimônio Histórico e Artístico (Iphan) e da Secult, além de museu e biblioteca. 

Além disso, a estação também irá compor a Linha Leste do Metrofor que terá 7,3 quilômetros de extensão e ligará o Centro ao Papicu em duração estimada de 15 minutos, de acordo com a Seinfra. 

Tombamento

O tombamento do espaço pelo Programa de Preservação do Patrimônio é de 24 de abril de 1980. Já o tombamento na esfera estadual é de 30 de outubro de 1983, pela lei 16.237.